Polícia confirma que menina de um ano e oito meses foi estuprada

Material biológico do pai da criança e de um outro homem foram coletados para exames

A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) confirmou que a menina de um ano e oito meses de idade, que morreu nesta segunda-feira (4), na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro do Jacintinho, foi estuprada. O pai da criança e um outro homem, que mora no mesmo prédio que a criança, são suspeitos do crime.  
Os acusados foram encaminhados para a sede da DHPP e tiveram material genético coletado para ser confrontado com o que foi coletado do corpo da criança.
De acordo com o delegado Eduardo Mero, coordenador da DHPP, a delegada plantonista, Gracielle Marques, confirmou o envolvimento do pai da criança no crime, mas ainda não há detalhes sobre o estupro e a morte.
Caso
Nesta segunda-feira (4), a criança foi levada para a UPA do Jacintinho com ferimentos nos órgãos genitais. Na unidade de saúde, o pai informou que a criança teria caído do segundo andar de um prédio abandonado no bairro da Mangabeiras, onde eles moram. 
A equipe médica suspeitou dos ferimentos e avisou o Conselho Tutelar, que acionou a Polícia Militar. A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) segue com a investigação do caso.