Imagem
Menu lateral
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Menu lateral Busca interna do GazetaWeb
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > notícias > POLÍCIA

PC notifica empresa de ônibus após sumiço de alagoanos há 12 dias

Dois passageiros saíram do Paraná com destino a Alagoas, mas desapareceram durante uma parada em São Paulo


				
					PC notifica empresa de ônibus após sumiço de alagoanos há 12 dias
Erinaldo Clemente da Silva e Júnior Silvino da Silva estão desaparecidos. Divulgação

A Polícia Civil de Alagoas (PC/AL) informou, nesta terça-feira (21), que notificou a empresa de ônibus intermunicipal que transportou os dois alagoanos desaparecidos há quase duas semanas. Eles saíram do Paraná com destino a Alagoas, mas sumiram durante uma parada que o ônibus fez em São Paulo, no último dia 9.

Segundo o delegado João Marcello, da Delegacia Antissequestro, a empresa está dificultando as investigações do caso. Na notificação, foi dado um prazo de 48 horas para que ela responda a questionamentos enviados pela polícia alagoana.

Leia também

“A empresa tem dificultado o trabalho. O pedido da polícia tem que ser prontamente atendido, principalmente num caso sensível como esse. A gente já poderia ter tido essa resposta, já poderia estar adiantado na investigação, mas ela (a empresa) impõe dificuldades afirmando que é caso de autorização oficial em algo que não cabe. Nós estamos tomando as medidas legais para destravar esse impedimento”, explicou o delegado.

Familiares de Erinaldo Clemente da Silva e Júnior Silvino da Silva prestaram queixa do desaparecimento. Segundo eles, os dois saíram do Paraná, dia 8 deste mês, e chegariam a Maceió, no último dia 10, mas não apareceram.

A informação que a família tem é de que eles pararam em São Paulo porque um deles manteve contato com a irmã e disse que tinha parado para jantar e o ônibus foi embora, deixando ele e o amigo no caminho.

Ainda segundo parentes, as malas dos dois ficaram no ônibus. Depois do dia 9, eles não conseguiram mais contato com ambos.

“É realmente um caso estranho. Sabemos que eles fizeram a parada no terminal do Tietê em São Paulo, a partir daí tomamos algumas medidas. Já oficiamos a empresa para fornecer mais esclarecimentos e imagens, tanto das câmeras internas do ônibus como da chegada no terminal”, disse o delegado ao comunicar ainda que a empresa ainda não deu esclarecimento sobre o destino dessas malas.

“Eles teriam ficado com a roupa do corpo em São Paulo e, a partir daí, cessou o contato. A gente pede a informação da empresa de forma urgente”, comentou.

João Marcello informou que a polícia alagoana está em contato com as autoridades policiais de São Paulo para verificarem se tem informações sobre eles no terminal de ônibus. “Também estamos pedindo que quebrem o sigilo telefônico e bancário das vítimas para saber se descobrimos qual foi a última movimentação deles”, falou.

O caso ainda está sendo acompanhado pelo Programa de Localização e Identificação de Desaparecidos do Ministério Público de Alagoas – PLID/AL. Quem tiver informações sobre os desaparecidos pode entrar em contato com o Programa pelos telefones (82) 2122-5220 ou 99182-0121 ou ligar para o Disque Denúncia pelo 181.

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na Google Play Aplicativo na App Store
Aplicativo na App Store

Relacionadas