Mulheres são vítimas de violência doméstica na capital e no interior

Em Maceió, vítima teve de ser socorrida à UPA do Tabuleiro do Martins

Uma mulher de 59 anos denunciou à Polícia Militar ter sido agredida pelo namorado neste fim de semana no Tabuleiro do Martins, parte alta de Maceió. A vítima foi encaminhada à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro.
De acordo com boletim da PM, o suspeito foi autuado por lesão corporal e violência patrimonial. Após receber alta hospitalar, a equipe policial levou a vítima para prestar queixa na Central de Flagrantes. "A mulher relatou que seu companheiro havia levado o veículo de propriedade da vítima sem seu consentimento", informa a PM
O caso foi atendido nesse sábado (26) por policiais militares do 5º BPM. O suspeito conseguiu escapar. 
Em Taquarana, Agreste de Alagoas, uma guarnição da PM foi acionada por mais uma vítima de violência doméstica. Uma mulher de 38 anos denunciou ter sido ameaçada e agredida pelo namorado, que foi autuado em flagrante por ameaça. O caso aconteceu na noite desse sábado (26), em frente ao fórum da cidade. 
No primeiro semestre deste ano foram mais de 4,4 mil chamadas para o 190 que tinham como objetivo denunciar a agressão sofrida por mulheres alagoanas, número  61,3% maior do que o registrado no mesmo período do ano passado, quando foram registradas 2.762 denúncias. Os dados constam no 14° Anuário Brasileiro de Segurança Pública.