Homicídios reduzem em 20% em AL; Dantas fala em priorizar segurança

Governo convocou coletiva para apresentar números. Segurança Pública confirma que os assassinatos tiveram redução significativa

O mês de novembro em Alagoas teve uma redução de 20% no número de homicídios, quando comparado com o mesmo período do ano passado. Os dados foram repassados, na manhã desta sexta-feira (2), em entrevista coletiva pelo governador, Paulo Dantas (MDB), o secretário de Segurança Pública, Flávio Saraiva, e demais integrantes das forças policiais do estado.

O resultado foi destacado pelo chefe do Poder Executivo, que reafirmou o compromisso de o governo de Alagoas em trabalhar pela redução dos crimes e, consequentemente, na maior oferta de segurança para a população. Conforme os números apresentados, em novembro deste ano, foram registradas 89 crimes contra a vida, diante de 112 crimes em 2021, ou seja, uma redução de 20%. Já em 2020, foram 126 casos.

Ainda de acordo com as informações repassadas na coletiva, aconteceram reduções no número de roubos de veículos (6), de motocicletas e similares (98), de transeuntes (391), nos casos de roubos em residências (6), números inferiores aos registrados no mês anterior.

Também foram registradas 98 apreensões de drogas em novembro, contra 237 em outubro.

Dados da violência em Alagoas foram apresentados nesta sexta-feira - Foto: Divulgação

Outro dado importante divulgado pela Segurança Pública está relacionado ao número de roubos/furtos em transporte coletivo: três casos foram registrados em novembro de 2022. Ano passado, foram duas ocorrências.

Em relação ao quantitativo de armas apreendidas, em novembro foram 34 e, em 2021, foram 47 no mesmo mês.

Otimismo do governador com os números

Durante a coletiva, o governador Paulo Dantas ressaltou que a integração entre as forças que compõem o aparelho de Segurança do Estado, acompanhada dos investimentos em recursos de tecnologia e inovação, vai continuar acontecendo.

“Nós vamos avançar trabalhando integrado entre as polícias, em busca de tecnologia, inovação. Vamos ampliar nosso efetivo, vamos convocar os militares que passaram no concurso agora em janeiro, nomear os bombeiros e fazer concurso para delegados e polícia científica. Paralelo a isso, o estado cresce economicamente. Essas políticas públicas que fortalecem a família, o jovem, vão contribuindo para diminuir a violência também", afirmou Paulo.

O governador ainda ressaltou a redução nos números da violência em Alagoas e a busca de uma sensação de segurança crescente da população. “Os números de homicídios só reduzem se proporcionarmos para a sociedade uma boa educação, geração de emprego e renda. O Caged divulgou que Alagoas foi o estado que gerou mais emprego dentre todas as federações. Quanto mais a sociedade estiver qualificada, esses números tendem a ser reduzidos significativamente. Esse governo tem que seguir daqui para melhor, e é isso que está acontecendo. O nosso compromisso é não permitir que nada pare; mas além disso, como o governo está estruturado, é ir adiante”, pontuou o governador.

Números da violência em Alagoas foram apresentados durante coletiva - Foto: Divulgação

Reforço do policiamento no final de ano

O governador ainda recomendou a necessidade de uma atuação ainda mais preventiva contra os crimes, por causa da chegada das festas de fim de ano. “O Estado de Alagoas está preparado para receber todos os nossos visitantes, investidores, empresas. Temos um ambiente pacífico, adequado para fazermos com que o estado desenvolva, através do turismo, um ambiente adequado para novos negócios. Além de termos um estado bonito e acolhedor, temos um setor de segurança pública que proteja a vida dos alagoanos e dos turistas também”, afirmou Dantas.

Ainda em relação aos números de assassinatos, o delegado geral da Polícia Civil, Gustavo Xavier, confirma uma redução de 60% no número de casos quando comparado com os ocorridos em 2013.

“Em novembro de 2013, foram 214 homicídios e comparando com 2022 a gente observa uma redução de 60%. Isso é uma vitória para toda a população. A inteligência integrada fortalece o número de prisões em todo o estado. Com esses novos delegados que trabalharão em Alagoas, nós iremos focar em diminuir ainda mais os homicídios. Queremos a busca pelo resultado diário”, disse o gestor.

Violência contra a mulher

Perguntado sobre o fato de terem sido registrados cerca de quatro feminicídios nos últimos dias, Flávio Saraiva , secretário de Segurança Pública, disse que a polícia já tem os suspeitos, e que eles devem ser presos a qualquer momento. Por sua vez, sobre os corpos das mulheres achadas em uma estrada vicinal, em Santana do Ipanema, as investigações, até agora, apontam para a possibilidade de que elas tenham sido levadas mortas para o local, numa tentativa de tirar o foco do local onde os crimes aconteceram.