Doze reeducandos são presos por descumprimento de medidas cautelares

Todos os presos já foram encaminhados ao complexo penitenciário de Maceió; ao todo, 40 policiais penais participaram da operação

Doze reeducandos do Sistema Prisional de Alagoas foram presos nesta quinta-feira (15) porque descumpriam regras decorrentes das medidas cautelares diversas das prisões. Uma operação foi montada por policiais penais para cumprir os mandados na capital e no interior do Estado.

Eles estiveram em endereços em sete bairros da capital: Jacintinho, Vergel, Ponta Grossa, Clima Bom, Benedito Bentes, Eustáquio Gomes e Cidade Universitária. Dez reeducandos foram detidos em Maceió, enquanto os outros dois alvos da operação foram localizados e presos nas cidades de Capela, região da Zona da Mata, e Arapiraca, Agreste alagoano.

“Esta é mais uma operação em que a Secretaria da Ressocialização e Inclusão Social, por meio da Polícia Penal, dá cumprimento a mandados de prisão para coibir a ação de reeducandos que insistem em violar as regras do monitoramento por meio de tornozeleira eletrônica”, afirmou o chefe especial de Gestão Penitenciária, policial penal Milton Pereira.

Todos os presos já foram encaminhados ao complexo penitenciário de Maceió. Ao todo, 40 policiais penais do Grupamento de Escolta, Remoção e Intervenção Tática (Gerit), do Comando de Operações Penitenciárias (COP), da Chefia Especial de Gestão Penitenciária (CEGP) e do Presídio do Agreste foram mobilizados.