Terreno virtual é vendido por R$ 13 milhões no metaverso

Criptomoedas relacionadas ao tema também subiram

O metaverso é planejado por dezenas de empresas há alguns anos, mas a sua popularidade aumentou consideravelmente após o anúncio da entrada da Meta nesse mercado — inclusive, as criptomoedas relacionadas ao tema também subiram. Na última terça-feira (23), um terreno virtual situado em um mundo digital foi vendido por US$ 2,4 milhões, cerca de R$ 13,4 milhões na cotação atual.

De acordo com informações reveladas pelo comprador do terreno, Tokens.com, o espaço foi adquirido no metaverso da Decentraland — lá, os usuários podem comprar lugares virtuais, passear pelo mundo e até conhecer avatares de outras pessoas.

Dinheiro real no mundo virtual

Assim como outros espaços virtuais, a Decentraland é um metaverso que usa a tecnologia de blockchain para realizar transações. Inclusive, a compra foi considerada a mais valiosa já realizada na plataforma.

Conforme revelado pela Tokens.com, o terreno tem um tamanho total de 566 metros quadrados e é dividido em 116 sublotes, cada um medindo cerca de 5 metros quadrados. A companhia quer usar a área para eventos digitais de moda e venda de roupas de avatares, por isso mesmo o espaço foi comprado na Fashion Street.

Conforme revelado pelo CEO da Tokens.com, Andrew Kiguel, a aquisição faz parte de um conjunto de investimentos realizado pelo Metaverse Group, empresa subsidiária do site. Há alguns meses, outro terreno foi vendido por mais de US$ 900 mil (R$ 5 milhões) no mesmo universo.

Todas as transações da Decentraland são realizadas via MANA, criptomoeda baseada em ethereum. O ativo aumentou 400% após a revelação do novo nome da empresa responsável pelo Facebook, Meta, e pelo anúncio do novo metaverso.