Imagem
Menu lateral
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Menu lateral Busca interna do GazetaWeb
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
X
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > notícias > MUNDO

Pelo 12º ano, mundo bate recorde de pessoas deslocadas à força

Relatório da ONU aponta que 120 milhões de pessoas foram obrigadas a fugir de onde moravam por causa de crises


				
					Pelo 12º ano, mundo bate recorde de pessoas deslocadas à força
O relatório indica aumento de 8% de pessoas deslocadas em relação a 2022. Reprodução

O número de pessoas deslocadas por causa de guerras, perseguições e desrespeitos aos direitos humanos voltou a subir pelo 12º ano consecutivo, e atingiu a marca de 117,3 milhões de pessoas em fuga até o fim de 2023. Os dados são do relatório Tendências Globais Deslocamento Forçado em 2023, divulgado pela Agência da ONU para Refugiados (Acnur) nesta quinta-feira (13/6).

Levando em conta estimativas do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (UNHCR), os deslocamentos forçados continuaram crescendo nos primeiros meses de 2024, e chegou a 120 milhões de pessoas em fuga até o fim de abril.

Leia também

O relatório indica aumento de 8% de pessoas deslocadas em relação a 2022. Em 10 anos, o número dobrou. Passou de 59,2 milhões de deslocados, em 2014, para 120 milhões até o início de 2024.

Além da guerra na Faixa de Gaza, que forçou o deslocamento de cerca de 1,7 milhão de palestinos, conflitos menos vistos, como no Sudão, em Mianmar e no Congo, puxaram a alta.

Em guerra por mais de um ano, a violência no Sudão fez com que 10,8 milhões de pessoas fossem deslocadas.

Leia a matéria completa em Metrópoles.com

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na Google Play Aplicativo na App Store
Aplicativo na App Store

Relacionadas

X