Homem negro é morto pela polícia dos EUA durante buscas em sua casa

Xerife responsável disse que não iria divulgar as imagens da câmera acoplada ao uniforme do policial

Um policial na cidade de Elizabeth City, na Carolina do Norte, matou a tiros um homem negro durante o cumprimento de um mandado de buscas na casa da vítima na última quarta-feira (21) nos Estados Unidos.

Os detalhes do caso ainda não foram divulgados pelas autoridades. O policial responsável pelos disparos estava usando uma câmera acoplada ao seu uniforme, mas o xerife do condado de Pasquotank, onde o caso ocorreu, afirmou que não iria liberar as imagens neste momento.

"Foi um dia trágico", disse o xerife Tommy Wooten em uma coletiva de imprensa na quarta.

Testemunhas disseram à agência de notícias Associated Press que a vítima, Andrew Brown Jr., foi baleada diversas vezes enquanto tentava fugir de carro.

O carro subiu no quintal da casa de Brown e bateu em uma árvore, segundo a vizinha Demetria Williams.

Pessoas foram ao local onde aconteceu os disparos para protestar após a morte do homem segurando cartazes que diziam "parem de matar homens negros desarmados" e "vidas negras importam".

Registros criminais mostram que Brown tinha 42 anos de idade e histórico de acusações de posse de drogas e uma condenação por contravenção por posse de drogas.

A morte de Brown aconteceu em um contexto de manifestações contra o racismo e a violência policial nos EUA e celebrações pela condenação de Derek Chauvin, policial condenado pelo assassinato de George Floyd.

Nesta semana, uma adolescente de 16 anos foi morta a tiros pela polícia após tentar atacar uma outra pessoa com uma faca nos Estados Unidos.