Cientistas conseguem regenerar perna amputada de um sapo

A ideia, agora, é tentar replicar o processo em mamíferos para, em seguida, testar a regeneração em humanos

Cientistas da Universidade Tufts, nos EUA, conseguiram regenerar a perna amputada de um sapo, permitindo que o anfíbio pudesse nadar novamente. A façanha dá esperança aos milhões de amputados em todo o mundo.

Segundo o jornal britânico The Telegraph, no experimento inovador, pesquisadores amputaram a perna do sapo africano (Xenopus laevis) antes de envolver o membro com um “redoma” especial feita de silicone e preenchida com um coquetel formado por cinco medicamentos durante 24 horas.