Brasileira presa na Índia volta ao Brasil com filho nascido na prisão

Emanuel Lorran, de 4 anos, nasceu e foi criado no presídio de Nova Délhi, capital da Índia. Mãe e filho desembarcam em São Paulo nesta sexta

A brasileira Angélica Cristina Souza, condenada por tráfico internacional de drogas na Índia, em 2018, será transferida para o Brasil. Ela e o filho Emanuel Lorran, 4 anos, vão desembarcar em São Paulo nesta sexta-feira (7).

A criança não responde por nenhum crime, mas, desde o nascimento, vive com a mãe no presídio de Nova Délhi, capital da Índia. O advogado de Angélica, Carlos Nicodemos, defende que a detenção do menino viola todos os direitos humanos.

“Falando em nome de uma criança, trata-se de um caso de violação extremada de direitos humanos, no qual o Estado brasileiro, tomando conhecimento e ciência da existência dessa criança, desse brasileiro num presídio na Índia, não diligenciou da maneira satisfatória de modo que pudesse trazê-lo imediatamente, levando aí um tempo enorme, o que entende-se por um aprofundamento dessa violação”, explica o advogado da família.

Leia a matéria completa em Metrópoles.com

Receba notícias da GazetaWeb no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta acessar a nossa comunidade:

https://4et.us/rvw00p