8 lugares para bebericar uma Copa do Mundo dos drinques

Saquê, cerveja, vermute, vinho e, claro, cachaça: uma seleção de bares em São Paulo que têm boa oferta de bebidas de países que foram à Copa

As oitavas de final da Copa do Mundo do Catar ainda estão em andamento mas aqui já chegamos a uma seleção de oito bares em São Paulo nos quais é possível encontrar uma variada oferta de bebidas muito consumidas ou originárias em países que estão disputando o torneio – Ok, alguns já estão eliminados. Confira:

  • Bardega

Com dez anos de atividade, é o decano entre os bares de vinho em São Paulo. São 96 rótulos dos principais países produtores – França, Portugal, Espanha e Itália, que não foi à Copa do Mundo do Catar: Todos ficam armazenados em equipamentos que garantem a temperatura e a qualidade da bebida (foto acima) para que os clientes sirvam-se em taças, ou, melhor, em doses de 30, 60 e 120 mililitros, com algunes preços que não passam de um dígito, como é o caso do tinto italiano Castelvecchio (R$ 8,00 a dose de 30 mililitros).

Rua Doutor Alceu de Campo Rodrigues, 218, Vila Olímpia, tel. 2691-7578. @bardega_winebar. Ter. a sáb.: 18h30/1h. $

  • Finnegan’s Pub

São 34 anos de serviços prestados à boemia. Se a vizinhança segue se gentrificando, este pub segue firme na proposta de ser… um pub à moda britânica, tanto quanto possível. Para isso, os donos não medem esforços para conseguir a desejada cerveja Guinness (R$ 46,90 a lata) – a importação e o abastecimento estão erráticos há meses – e rótulos ingleses, como a Fuller’s London Pride e a Old Speckled Hen (R$ 42,90).

Rua Cristiano Viana, 358, Pinheiros, tel. 3062-3232. finnegans.com.br. Ter. e dom.: 16h/23h30; qua.: 16h/0h; qui.: 16h/1h; sex. e sáb.: 16h/2h30.

  • Huevos de Oro

Nesta segunda casa administrada pelas sommelières Cassia Campos e Daniela Bravin (a outra é o diminuto e muito bom Sede 261, no mesmo bairro), o destaque é a carta de vinhos espanhóis, cuidadosamente montada pela dupla. A ressaltar a ótima seleção com 29 rótulos dos diferentes estilos de Jerez, os mágicos vinhos fortificados da Andaluzia. A taça do amontillado La Ina, por exemplo, sai a R$ 35,00 (60 mililitros).

Rua Pedroso de Morais, 267, Pinheiros. @huevosdeorobar. Ter. a sex.: 19h/23h; sáb.: 13h/23h; dom.: 12h/16h30. $

  • Izakaya Issa

Diariamente estão disponíveis três rótulos de saquê, o fermentado típico japonês (dose a partir de R$ 40,00), nos estilos suave, seco e premium. Para quem queira explorar além desses triviais, a lista de saquê em garrafas apresenta duas dezenas de etiquetas.

Rua Barão de Iguape, 89, Liberdade, tel. 3208-8819. @izakayaissa. Seg., ter., qui. e sex.: 11h/14h30 e 18h/22h; sáb. e dom.: 11h/15h e 18h/22h. $

  • Komah

Digno representante da culinária coreana, este restaurante aberto em 2016 é um desbravador e um resistente naquele trecho um tanto ermo da Barra Funda. O chef Paulo Shin deixou a casa, passou o bastão a Daniel Park, mas os bons pratos seguem no menu. Entre as bebidas, vale provar as versões coreanas de do saquê (R$ 17 a dose), do shochu (destilado de arroz, R$ 15,00) ou o licor de umê (ameixa japonesa, R$ 30,00).

Rua Cônego Vicente Miguel Marino, 378, Barra Funda, tel. 3392-7072. komahrestaurante.com.br. Seg. a sex.: 12h/15h e 18h30/23h30; sáb.: 12h/16h e 19h/23h30.

  • Rota do Acarajé

Entre os petiscos, vale provar o baião-de-dois com carne seca, o acarajé no prato e os dadinhos de tapioca com camarão. Já para beber, em que pese a boa oferta de cervejas, será inevitável dar uma bicada em um dos 1220 rótulos de cachaça deste boteco que, possivelmente, tem a maior carta da cidade. As doses vão de R$ 12,00 (Bem Me Quer) a R$ 65,00 (Anísio Santiago).

Rua Martim Francisco, 529, Santa Cecília, tel. 3666-8200. rotadoacaraje.com.br. Ter. a sex. e dom.: 12h/22h; sáb.: 12h/23h.

  • Trinca Bar & Vermuteria

Além de diversos coqueteis, clássicos e autorais, o bar serve três receitas de vermute artesanal (R$ 25,90 a dose), aperitivo amargo muito consumido na Espanha e na Argentina: o rosé (base de vinho chardonnay, chá verde, hibisco, camomila e flor de sabugueiro), o branco (vinho chardonnay, casca de laranja, gengibre, pimenta do reino e folhas de oliviera) e o tinto (vinho malbec, nibs de cacau, erva-mate, cumaru e jurema preta). Todos servidos com rodela de laranja, azeitona e muito gelo no copo.

Rua Costa Carvalho, 96, Pinheiros. @trincabar. Seg. a qua.: 18h/23h; qui. a sáb.: 18h/1h. $

  • Zur Alten Muhle

A Alemanha foi desclassificada na primeira fase da Copa do Mundo do Catar mas esta taberna, ponto de encontro da gastronomia e da boemia alemãs, segue imbatível, na alegria e da tristeza, como refúgio para os adeptos da boa cerveja e do chope bem tirado. Para comer, vale provar o bouletten (porção de bolinho de carne, R$ 34,80, com 6 unidades); para beber, confie a escolha ao anfitrião, Werner Heiyng, um mestre na tirada do chope.

Rua Princesa Isabel, 102, Brooklin, tel. 5044-4669. @zuraltenmuhle. Seg. a dom.: 11h30/23h. $