Sete bairros têm taxa de letalidade para a Covid-19 maior que a média da capital

Boletim epidemiológico semanal mostra avanço da doença nos distritos sanitários da capital

Sete bairros, que compõem o 2º distrito sanitário, concentram a maior taxa de letalidade para a Covid-19 da capital. Um percentual de 3,76%, que indica a gravidade da doença no Vergel, Ponta Grossa, Levada, Centro, Trapiche da Barra, Pontal da Barra e Prado.

A taxa de letalidade – proporção entre o número de mortes por uma doença e o total de doentes que foram infectados pelo novo coronavírus – é maior no 2º DS, até mesmo que a média de Maceió que é 3,03%.

Além do 2º DS, o 3º Distrito Sanitário, segundo informações da Secretaria de Saúde de Maceió, registra números ainda preocupantes na pandemia: Jardim Petrópolis, Ouro Preto, Canaã, Santo amaro, Gruta de Lourdes e Pitanguinha.

Até a Semana Epidemiológica 31ª (1 a 7 de agosto), Maceió apresentou 89,8 mil casos confirmados para a Covid-19 e 2,7 mil óbitos. “Dos casos confirmados para a doença, segundo sexo e faixa etária, são 40.162 do sexo masculino e 49.674 casos do sexo feminino”, informa o boletim semanal da SMS.

As faixas etárias mais acometidas pela Covid-19 na capital são de 30 a 39 anos (22.073) casos, seguido de 40 a 49 anos (18.680) e 20 a 29 anos (18.157).

Em relação a distribuição dos casos por distritos sanitários – a maior quantidade está no 7º DS com 22.224 casos – onde estão os bairros Cidade Universitária, Tabuleiro do Martins, Santa Lúcia, Santos Dumont e Clima Bom.

Receba notícias da GazetaWeb no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta acessar a nossa comunidade:

https://4et.us/rvw00p