Maceió é um dos destinos mais procurados do Brasil para o Carnaval 2022, aponta levantamento

Capital é o 8º destino mais desejado entre todas as capitais do país; o 1º lugar é do Rio de Janeiro, seguido por São Paulo e Florianópolis

Maceió é o oitavo destino mais procurado do Brasil para o Carnaval 2022, de acordo com levantamento da empresa de viagens Decolar. O levantamento realizado pela empresa levou em consideração o indicador realizado com base nas buscas de hotéis para check-in entre os dias 26 de fevereiro a 1º de março de 2022.

O posto de destino mais procurado para o período ficou com a cidade do Rio de Janeiro, seguida por São Paulo e Florianópolis. A praia de Porto de Galinhas, localizada no município de Ipojuca, ficou em 4º lugar como destino mais buscado para o período de Carnaval no Brasil.

Completam o ranking as cidades de Belo Horizonte (5º), Natal (6ª), Gramado (7ª), Balneário Camboriú (9ª) e Porto Seguro (10ª). Em Maceió, conforme noticiado nesta quarta-feira (23), pelo jornal Gazeta de Alagoas, o setor hoteleiro espera uma ocupação de 84% nos quatro dias de celebração, taxa levemente superior à registrada no mesmo período do ano anterior, que foi de 80%.

De acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de Alagoas (ABIH/AL), que representa 94 empreendimentos hoteleiros no Estado, no mês de fevereiro, a ocupação média deve ficar em 66%, com o crescimento de mais 18% no carnaval. A festa de momo neste ano cai no dia 26 de fevereiro. Já a Quarta-feira de Cinzas, no dia 2 de março. Em Alagoas, o Carnaval não é feriado, mas a festa foi classificada como ponto facultativo por decretos da Prefeitura de Maceió e do Governo do Estado. Os decretos valem apenas para o poder público.

Segundo o presidente da ABIH/AL, André Santos, a taxa só não é maior por causa do aumento no número de casos da Covid-19 no país. “Houve uma estagnação com o aumento dos casos de Covid-19, dando uma parada nas vendas que estavam ocorrendo. Muitos turistas ficaram com medo de viajar”, disse André.

O presidente da entidade garantiu, ainda, que as reservas em hotéis para o período festivo não foram canceladas. “Apesar do aumento de casos [da Covid], as reservas garantidas há um mês ou dois, ainda estão de pé. Os turistas não desistiram de visitar nosso Estado”.

CANCELAMENTO

Além dos casos de Covid-19, os municípios alagoanos viram crescer expressivamente o contágio de Influenza. Por isso, mais da metade dos municípios do estado cancelou as festas de rua, após recomendação do Ministério Público do Estado (MPE) e da Associação dos Municípios Alagoanos (AMA). A expectativa da rede hoteleira é de que os cuidados e medidas de prevenção e controle adotadas pelo poder público sejam efetivos e ajudem a conter a pandemia, para que o turismo volte a decolar.

Receba notícias da GazetaWeb no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta acessar a nossa comunidade:

https://4et.us/rvw00p