Acusado de matar ex-companheira é condenado a mais de 33 anos de prisão

Homem também foi condenado por tentativa de homicídio contra a filha da vítima; o crime ocorreu em 2017

A Justiça de Alagoas condenou, nesta quarta-feira (21), um homem acusado de homicídio contra a sua ex-companheira em Maceió. A sentença veio depois do júri popular considerá-lo culpado.

Além do homicídio, o homem também recebeu condenação por tentar matar a filha da vítima. O crime ocorreu em março de 2017, no bairro Tabuleiro dos Martins, na parte alta de Maceió.

No momento do delito, a vítima se deslocava junto com a filha para a Delegacia da Mulher, quando foi abordada pelo suspeito, que efetuou três disparos de arma de fogo em direção a sua ex-companheira. Ao tentar atirar na filha, a munição apresentou falha.

O homem confessou o crime, alegando que teria sido traído e que não aceitava o fim do relacionamento.

"O réu agiu com culpabilidade especialmente reprovável, porque premeditou o crime e o executou com extrema frieza, o que demonstra o alto grau de reprovabilidade da conduta", afirmou o juiz Geraldo Cavalcante Amorim, que presidiu a sessão.

*com informações da assessoria.