Avó da criança assediada por pastor diz que foi ameaçada pelo suspeito

Avó disse que o líder religioso foi até a sua casa e disse que, quando fosse solto, "mataria um por um"

A avó da criança de 10 anos assediada por um pastor em Fernão Velho revelou, em entrevista à TV Gazeta, que foi ameaçada pelo suspeito. Ele foi preso nesta quinta-feira (25), após ser denunciado pela tia da vítima.

A idosa relatou que o pastor da Igreja Assembleia de Deus Jesus Breve Vem, identificado apenas como Luciano, de 45 anos, foi até a casa da vítima e disse que a menina teria que ir até a casa de outra pessoa para fazer uma visita.

No entanto, ela não deixou que a neta saísse. Logo após, ainda segundo a avó, o pastor afirmou que "mataria um por um", quando fosse solto da prisão. "Estou aqui relatando isso, porque ele não é um pastor, ele é um satanás."

Para tentar manter relações sexuais com a menina, o pastor enviou áudios por meio de um aplicativo de mensagens, dizendo que o ato de tirar a virgindade dela é um 'chamado de Deus'. Após receber as mensagens, a vítima mostrou os áudios para os familiares. "Aquilo é um canalha. As mensagens são horríveis. Horríveis", disse a idosa durante entrevista à TV Gazeta.

Em um trecho dos áudios, o pastor diz que Deus mostrou que a menina deveria acordar às 7h30 e esperar uma ligação dele. "Até isso escutei: 'eu vou trazer ela, filho' para fazer aquilo que eu quero fazer, entendeu? Tirar sua virgindade, é só ficar relaxada, não tenha vergonha, entendeu?".

E continua: "Você tem que dizer que você vai na casa de uma colega sua porque Deus mandou. O pessoal vai entender. Porque sabem que o próprio Deus quer usar você. Você tem um coração... Não tenha medo. Estou esperando você". Depois ele insiste que o sexo é pelo pai da vítima. "Você tem que vir, porque o espírito de morte está rodeando seu pai [...] Estou te esperando na porta da minha casa. Mais cedo é melhor. Entendeu?".

OUÇA OS ÁUDIOS!

De acordo com o chefe de operações da Delegacia de Crimes Contra a Criança e o Adolescente, Alan Barbosa, o pastor será acusado por tentativa de abuso sexual mediante fraude. A suspeita é que o pastor também fez outras vítimas. "Se ele se interessou por uma criança de 10 anos, então é do perfil dele", explicou Barbosa.

O suspeito foi preso em flagrante, no momento em que conversava com pessoas da comunidade. Os policiais militares fizeram a abordagem, o algemaram e encaminharam para a Central de Flagrantes I, no bairro do Farol, em Maceió.