Imagem
Menu lateral
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > notícias > MACEIÓ

Autista aprovado na Ufal aguarda efetivação da matrícula em curso

Nesta quarta-feira, ele passará pela avaliação de uma banca para saber se poderá ser incluído nas cotas para PcDs

Jovem autista será submetido a banca avaliativa antes de se matricular na Ufal
Jovem autista será submetido a banca avaliativa antes de se matricular na Ufal | Foto: Reprodução GazetaNews

Um jovem autista de 24 anos, residente em Maceió, aguarda com ansiedade pelo ingresso no curso de Educação Física da Universidade Federal de Alagoas (Ufal). Aprovado no Enem, Carlos Daniel Felismino dos Santos ainda não conseguiu fazer a matrícula. A mãe dele critica a longa espera, que chama de descaso por parte da Copeve.

Segundo ela, Carlos Daniel foi aprovado para a primeira chamada por meio do sistema de cotas para Pessoas com Deficiência (PcDs). A documentação solicitada pela Copeve já foi entregue, mas a matrícula ainda é aguardada. A situação foi mostrada no Programa Ronda Alagoas, da GazetaNews.

Leia também

“Eu lutei tanto pelo meu filho. Os médicos diziam que ele não ia falar, não ia escrever e ele passou em uma faculdade federal, e está sendo excluído. Eu quero respeito aos direitos dele”, falou a mãe do jovem.

De acordo com Zeuxis Morais, responsável pelo Sisu na Ufal, Carlos Daniel será submetido a uma Banca Biopsicossocial nesta quarta-feira (3), que vai avaliar se ele está apto a concorrer na demanda para PcD. “Isso acontece porque nem todas as deficiências ou graus de deficiência são elegíveis para concorrer nas demandas PcD”, conta Zeuxis.

Ainda segundo ele, são submetidos à banca qualquer candidato que a Ufal julgar necessário. “Inicialmente, a banca faz uma análise na documentação enviada no período de matrícula, e, caso seja necessário, o candidato é convocado para uma Banca Biopsicossocial, podendo ser Presencial ou Virtual”, completa.

No caso de Carlos Daniel, a efetivação da matrícula depende apenas da aprovação da condição de PcD. Se ele não conseguir o deferimento, será remanejado para a demanda de Ampla Concorrência. Por enquanto, a vaga reservada para o estudante autista está reservada.

As bancas são multidisciplinares, formadas por profissionais com competências específicas para avaliar cada deficiência que estiver em análise. Além de Carlos Daniel, outros dois aprovados no Enem pelo sistema de cotas para PcDs também serão submetidos à banca nesta quarta-feira.

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na App Store

Relacionadas