Realização de provas do concurso de Campestre é suspensa pela Justiça

Vícios no edital de licitação da empresa responsável pelo concurso causaram ação de anulação

A realização das provas do concurso público da prefeitura de Campestre foi suspensa pela Justiça nesta quarta-feira (06) por conta de vícios no edital de licitação da empresa responsável pelo certame.
De acordo com informações passadas pelo promotor de justiça Adriano Jorge, ação foi tomada porque o município não seguiu recomendações.
"Conforme foi dito, caso não acatasse iríamos ingressar com ação para anular o processo de licitação da empresa contratada. Verificamos a existência de vícios no edital de licitação", informou o promotor.
Após o Ministério Público Estadual (MP) requerer uma Ação Civil Pública (ACP), o juiz José Eduardo, da 2° vara de Porto Calvo, deferiu o pedido da liminar e determinou a suspensão das provas.