Justiça decreta prisão preventiva de mulher que jogou enteado do 4º andar de prédio

Adriana Ferreira confessou o crime à polícia, alegando que agiu por vingança; fato ocorreu no Benedito Bentes

A Justiça decretou, na manhã desta terça-feira (24), a prisão preventiva de Adriana Ferreira da Silva, suspeita de jogar o próprio enteado do quarto andar após briga com o marido.

A informação foi confirmada pela assessoria de comunicação do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL).

A Polícia Civil (PC) prendeu Adriana em flagrante, nessa segunda-feira (23). O caso aconteceu na madrugada do mesmo dia.

Em depoimento, Adriana Ferreira confessou o crime e foi autuada por tentativa de homicídio.

De acordo com o delegado Fábio Costa, da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), a madrasta alegou que jogou o garoto após uma discussão com o pai da vítima. Ela ainda disse que teria feito isso para se vingar.

"Ele ficou ameaçando meu filho mais velho e eu disse a ele que, se ele matasse o meu filho, eu mataria o dele também. Foi na hora que eu peguei o filho dele e joguei. Eu estou arrependida porque não era para ter jogado o filho dele", conta a mulher, afirmando que ela e o pai da criança sempre discutiram.

O menino foi levado para o Hospital Geral do Estado (HGE), com diversos ferimentos pelo corpo.

ESTADO DE SAÚDE

O Hospital Geral do Estado (HGE) informa que o menor M. A. S. S., de 6 anos, está em observação na Pediatria. Ele chegou nesta segunda-feira (23), às 2h40, com ferimentos causados por agressão corporal e foi avaliado pela equipe multidisciplinar da Área Vermelha. Seu quadro de saúde permanece estável.