Júri popular do caso Eric Ferraz vai acontecer em Maceió, decide TJ

Câmara Criminal acatou pedido de desaforamento feito pela família da vítima

O júri popular do caso do modelo Eric Ferraz vai acontecer em Maceió, conforme decisão tomada, por unanimidade, na manhã desta quarta-feira (15), pela Câmara Criminal do Tribunal de Justiça (TJ) de Alagoas. O pedido do desaforamento da Comarca de Viçosa para a capital foi ingressado judicialmente a pedido da família, que alegava que os acusados exercem grande influência no município e havia o receio de que isso poderia prejudicar o julgamento.
Durante a análise do pedido de desaforamento, não houve sustentação oral, apenas os votos proferidos pelos desembargadores. O relator da solicitação era o desembargador João Luiz Azevedo Lessa e os demais o acompanharam: Sebastião Costa filho e José Carlos Malta Marques.
A família do modelo fez uma espécie de vigília em frente ao prédio-sede do Poder Judiciário, na Praça Deodoro, e ficou bastante emocionada com a decisão tomada pelos desembargadores. Edglemens dos Santos, pai de Eric Ferraz, afirmou que a mudança do júri para Maceió seria mais um passo para conseguir justiça pela morte do filho.
"Isso não traz o Eric de volta, mas diminui um pouco a dor no peito. Nossa luta é antiga e estamos conseguindo resultado. Desde o início, o que queremos é justiça", afirmou o pai dele.
Segundo a irmã do modelo, Valéria dos Santos, a família tinha interesse pelo desaforamento porque Viçosa seria reduto dos acusados e o júri, certamente, seria prejudicado. "Os acusados têm influência grande em Viçosa, é o reduto deles, e queremos que o julgamento aconteça em um lugar neutro, como Maceió", disse a parente, antes da análise do pedido.

Família de Eric Ferraz fez vigília em frente ao TJ nesta quarta-feira - Foto: FOTO: Larissa Bastos

Respondem pelo crime Judarley e o irmão dele, o policial civil Jaysley Leite. Apenas o primeiro está preso, por ter admitido participação na morte do modelo Eric Ferraz. No entanto, testemunhas relatam que Jaysley foi o principal responsável pelo crime. Apesar de estar em liberdade, o policial também será julgado em outra oportunidade. 
Crime
Eric Ferraz foi morto a tiros na festa de virada de ano de 2012, em meio a milhares de pessoas, que acompanhavam a apresentação de grupos musicais, em Viçosa. Ele foi atingido por cinco disparos.
Populares disseram que o crime foi motivado por confusão envolvendo o modelo, a namorada de Eric Ferraz e os dois irmãos - que, após o suposto desentendimento, efetuaram os disparos de arma de fogo que resultaram na morte de Eric.