Vizinhos de garoto encontrado morto em Arapiraca prestam depoimento

Polícia quer saber sobre possíveis agressões contra a criança

A Polícia Civil deve ouvir nesta segunda-feira (25), na Delegacia de Homicídios, em Arapiraca, vizinhos do garoto Dyllan Taylor Soares, de 3 anos, encontrado morto na última quinta-feira (25) no bairro Planalto.
Durante os depoimentos, os vizinhos devem ser questionados se sabiam de possíveis agressões sofridas pela criança e por que não as denunciaram.
Segundo agentes da Delegacia de Homicídios, também deve ser questionada a forma como Dyllan Taylor Soares era tratado pela mãe, Joyce Silva Soares. Os depoimentos podem servir como base para um pedido de prisão contra ela.
A polícia aguarda a conclusão das investigações para decidir se pedirá a renovação do pedido de prisão do padrasto do garoto, Meydson Alysson Alves da Silva Leão, de 22 anos, que foi autuado pela Delegacia de Homicídios suspeito de ter agredido a criança.
Dyllan Taylor Soares foi encontrado morto na manhã desta quinta-feira, pelos próprios pais, em casa. A mãe e o padrasto disseram não saber as causas da morte. No entanto, há evidências de que a criança tenha sido espancada.