VÍDEO: Protesto bloqueia os dois sentidos da BR-104 em Rio Largo

Famílias reivindicam entrega de casas à população da cidade

Um protesto na manhã desta quinta-feira (21), no município de Rio Largo, deixou o trânsito lento na BR-104. Os dois sentidos da rodovia foram interditados por famílias que invadiram as casas do Conjunto Prefeito Antônio Lins de Souza. A manifestação aconteceu no mesmo dia em que o governador Renan Filho (PMDB) faz a entrega de casas em outro residencial. Após reunião agendada para as 15h, na Secretaria Estadual de Infraestrutura (Seinfra), negociada pelo Centro de Gerenciamento de Crises da Polícia Militar, o ato foi encerrado e a pista liberada.
De acordo com os manifestantes, as residências entregues nesta quinta seriam destinadas a pessoas que não são de Rio Largo. Por conta do protesto, um congestionamento quilométrico se formou na rodovia. 
Galhos de árvores e pneus foram queimados na pista e a Polícia Militar foi acionada. 
Segundo os manifestantes, existem, atualmente, 2.500 pessoas cadastradas esperando a entrega de casas. Eles afirmam, no entanto, que, no cadastro, constam pessoas de Maceió e também de outros municípios,  enquanto a população de Rio Largo continua esperando.
"Só as pessoas de Maceió e de outros locais receberam. Me cadastrei em 2010 e, até agora, não entregaram minha casa. Até gente de São Paulo ganhou casa, que ficamos sabendo", afirma Patrícia Santos.
"Estamos aqui há 15 dias, sem água e energia, com criança. Tem gente que fez o cadastro em 2012 e o que a gente quer é que seja resolvido, que libere a água aqui no conjunto e também que deem nossas casas", completa Ivanildo Lourenço.
Os manifestantes reclamam que chegaram a assinar documentos para o recebimento da casa, o que nunca aconteceu. 
"Em 2014, fui chamada para uma entrevista e lá assinei o alvará da minha casa. Só que até agora não ganhei nada e tem um monte de gente recebendo casa na frente. Só saio daqui com a minha casa", pontuou Maria Cícera Lopes. 

Trânsito ficou congestionado na BR-104, em Rio Largo

FOTO: Larissa Bastos

Polícia Militar foi acionada para negociar liberação da rodovia - Foto: FOTO: Larissa Bastos

Galhos de árvores foram queimados durante protesto nesta quinta-feira - Foto: FOTO: Larissa Bastos