Rio Ipanema atinge nível seguro, mas estado de alerta continua

Bombeiros estão de prontidão e monitorando o volume do Rio e do Riacho Camoxinga

O nível do Rio Ipamena, no Sertão de Alagoas, baixou 150 centímetros, atingindo um nível seguro até o final da manhã desta sexta-feira (27). Apesar disso, as equipes do Corpo de Bombeiros continuam em alerta, monitorando o volume de água que tem chegado à região vinda de Pernambuco. Nesta sexta-feira, a prefeitura da cidade decretou Situação de Emergência pelo período de 90 dias, em virtude dos danos causados pelas inundações desta semana. 
"Como a situação ainda requer especial atenção, o Corpo de Bombeiros permanece em alerta e monitorando o nível das águas do Rio Ipanema e do Riacho Camoxinga, a fim de proteger a população ribeirinha", informa a nota do CBMAL.
Na noite de quinta-feira (26), o Rio Ipanema atingiu seu nível máximo (515 cm). Na noite anterior, o Riacho Camoxinga, afluente, transbordou. Segundo a Defesa Civil Estadual, 211 famílias foram afetadas (590 pessoas) em Santana do Ipanema. Destas, 109 famílias (305 pessoas) ficaram desabrigadas no bairro Arthur Morais e 102 famílias (285 pessoas), no bairro Baraúna.
Ainda de acordo com o Corpo de Bombeiros, das famílias afetadas, 20 ainda permanecem nos abrigos e as demais estão retornando para suas casas. Existem 50 pessoas alojadas no Centro Bíblico e outras 35 na Associação Nossa Senhora de Fátima.
O CBMAL empregou nas ações realizadas na manhã de esta sexta-feira 25 bombeiros militares, cinco viaturas terrestres e duas aquáticas. Como o nível das águas atualmente está seguro, o Comando do 9º Grupamento de Bombeiros Militar, situado em Santana do Ipanema, já está desmobilizando os efetivos das outras unidades militares.
Permanecem de prontidão no local os efetivos de Santana do Ipanema e do Grupamento de Salvamento Aquático, totalizando 12 bombeiros militares empregados e oito bombeiros militares de sobreaviso escalados pelo plano de chamada.