Polícia procura homem que arrastou cadela por mais de 1 km em Paulo Jacinto

Homem teria montado em cavalo e feito a cadela acompanhá-lo a pé; moradora diz que ele tem histórico de maus-tratos

A Polícia Civil está à procura de um homem que foi flagrado montado em um cavalo e fazendo uma cadela andar por mais de 1 km em Paulo Jacinto, no interior de Alagoas. Segundo uma moradora que fez a denúncia, ele puxou a cadela da cidade no interior até o povoado de Cascudo, na Zona Rural.
A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), por meio da Comissão de Bem Estar Animal, também recebeu a denúncia e acompanha o desenrolar do caso.
De acordo com a moradora que fez a denúncia, que não se identificou, o homem é conhecido por maltratar animais na região. Ele teria em casa uma extensa criação de aves, algumas que mantém para a realização de rinhas ilegais. Em uma fotografia feita por ela, é possível ver o homem cavalgando com o animal ao lado, preso a uma coleira.
"Ele já segurou um galo na frente do outro para matar na frente da gente. Infelizmente a gente não pode fazer nada", disse. "Eu não sei se ele levou essa cadela para matar, se ele deu. Mesmo se for só pra dar, era pra ele ter levado de outra forma".
Ela relata que o animal já era idoso e aparentava ter dificuldades para acompanhar o ritmo do tutor. "Uma cadela, idosa, no sol quente de duas horas da tarde para levar para uma cidade a mais de quilômetros de Paulo Jacinto", reclamou revoltada a testemunha.
Segundo a polícia, o responsável pelo crime contra o animal já foi identificado. 

Receba notícias da GazetaWeb no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta acessar a nossa comunidade:

https://4et.us/rvw00p