Irmãos são presos acusados de arrombamentos a centros de distribuição no Nordeste que causaram prejuízo superior a R$ 500 mil

Entre agosto e setembro ocorreu arrombamento de Centros de Distribuição em União dos Palmares, Limoeiro e Garanhuns

Equipes da Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic) da Polícia Civil de Alagoas, da PC de Campina Grande (PB) e da Polícia Rodoviária Federal (PRF) prenderam, nessa sexta-feira (10), dois suspeitos de integrar grupo responsável por arrombamentos em centros de distribuição da rede boticário no Nordeste. O prejuízo contabilizado pelos lojistas supera meio milhão de reais e há suspeita de outros crimes praticados pelo grupo.

Os presos são irmãos e considerados peças-chave da organização, segundo a Polícia Civil, já que eram responsáveis pela receptação do material furtado. "A participação da dupla é considerada determinante no grupo, uma vez que os crimes eram avalizados por eles, na medida em que se interessavam pelos produtos visados pelos arrombadores. Os presos agiam encomendando os furtos, para aquisição por valor muito abaixo do valor de mercado e posterior reintrodução no comércio por meio de suas lojas", informa a assessoria da PC.

De acordo com a equipe da Deic de Alagoas entre os dias 29 de agosto e 2 de setembro deste ano foram registrados o arrombamento de Centros de Distribuição da rede O Boticário nas cidades de União dos Palmares, Limoeiro e Garanhuns, assim como de loja de roupas de grife em Santana do Mundaú.

Duas armas de fogo foram apreendidas e parte da mercadoria recuperada. Os presos foram autuados em flagrante em João Pessoa/PB e as investigações prosseguem para identificar os demais integrantes do bando.