Devido ao risco de cheia, Defesa Civil de Penedo monitora nível do Rio São Francisco

Barragem da Chesf chegou a registrar vazão de três mil metros cúbicos por segundo; moradores foram visitados e alertados sobre o risco

Em razão da elevação do nível do Rio São Francisco, a Defesa Civil de Penedo está realizando monitoramento pelo menos três vezes por dia. As réguas foram instaladas na Rocheira, ao lado do ponto principal de captação da água para abastecimento da cidade. Neste mês, o nível do rio passou de 1,75m para 2,42 metros, onde a primeira régua que mede a altura da lâmina d’água já está submersa.

Decorrente da liberação de mais água do reservatório da Usina Hidrelétrica de Xingó, situada em Piranhas, no interior de Alagoas, a barragem da Chesf, neste final de semana, chegou a vazão de três mil metros cúbicos por segundo.

A Defesa Civil de Penedo também aproveitou para visitar os locais que historicamente são inundados por motivo da cheia e alertou os moradores das áreas próximas da margem, aconselhando o deslocamento para um local mais seguro. A recomendação também foi divulgada nas rádios da cidade, portais de notícias e grupos de whatsapp.

De acordo com a Prefeitura de Penedo, meios de transporte para a retirada de bens pessoais serão disponibilizados, além dos espaços públicos para acolhimento de desabrigados.

Até o próximo dia 24, a vazão na região do Baixo São Francisco deve chegar a 4.000 m³/s, segundo informações da CHESF. O registro mais recente dessa média entre Alagoas e Sergipe aconteceu em 2009, com impacto de pouca proporção em Penedo.