Abatedouro é interditado por falta de licenciamento no interior

Ausência de licenciamento ambiental do local e registro nos órgãos de fiscalização, impediu continuidade de atividades

Um abatedouro foi interditado por falta de licenciamento, em Ouro Branco, interior de Alagoas, nessa quinta-feira (30). A informação foi divulgada nesta sexta (1) pela Equipe de Produtos de Origem Animal da Fiscalização Preventiva Integrada do São Francisco (FPI) 2023.

Segundo a equipe, o local não tinha a licença ambiental expedida pelo Instituto do Meio Ambiente (IMA) para o funcionamento.

O documento é necessário para a comprovação regular da execução de atividades que envolvam comercialização de qualquer natureza, como, por exemplo, a venda de produtos e subprodutos de origem animal.

a7bdc6f1-8476-4c24-8ba7-b5fe15d748a3.jpeg - Foto: Ascom FPI

No caso desse tipo de estabelecimento, é necessário também o registro no Serviço de Inspeção. Ainda segundo a equipe, a manutenção e execução do abate de forma irregular pode causar diversos problemas para a Saúde Pública, como a transmissão de doenças como a Toxoplasmose, Salmonelose, Hepatite A e Botulismo.


Há também os problemas ambientais que podem ser gerados pela destinação incorreta de dejetos animais: contaminação do lençol freático, acumulação de elementos tóxicos, salinização e desequilíbrio dos nutrientes no solo.

f84d6163-9579-4bd4-8020-a3a7fe9e0453.jpeg - Foto: Ascom FPI

O Batalhão de Polícia Ambiental (BPA) foi acionado e confeccionou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) pelo funcionamento de estabelecimento, que pode causar poluição sem a licença do órgão ambiental competente.

*Com informações da assessoria

Receba notícias da GazetaWeb no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta acessar a nossa comunidade:

https://4et.us/rvw00p