A cada hora, seis motoristas são flagrados sem habilitação em Alagoas

Total acumulado em 2019 já é maior do que o registrado em todo o ano de 2018

A cada hora, seis motoristas são flagrados sem habilitação em Alagoas. A média é baseada em dados do Departamento Estadual de Trânsito de Alagoas (Detran-AL) referentes à Operação Lei Seca até o último dia 30. Os números mostram que foram 1.306 flagrantes desta situação no período, no estado.
O total acumulado em 2019 já é maior do que o registrado em todo o ano de 2018, quando 1.194 condutores foram flagrados nesta situação em Alagoas. Nos relatórios enviados à imprensa, ao término de cada operação, que, geralmente, ocorre aos fins de semana, o recado ao lado dos números referentes a este tema é fato extremamente preocupante.
Os números de 2019 mostram uma retomada da prática, que apresentava queda desde 2017. Em 2015, os números acerca desta ocorrência foram 910; em 2016, saltaram para 1.714; reduziram para 1.638 em 2017; continuaram em queda em 2018, quando chegaram a 1.194; e, agora, voltam a crescer.
O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) classifica o ato de dirigir sem possuir a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) como gravíssimo. O CTB diz também que entregar direção a pessoa sem CNH também é infração gravíssima e tem o valor multiplicado por 5, resultando em multa no valor de R$ 1.467,35.
Um caso de acidente em que o motorista pilotava sem habilitação foi registrado no último dia 17, quando uma mulher bateu o carro em uma mureta da rodovia AL-110, na cidade de Arapiraca, Agreste de Alagoas. 
O fato aconteceu na madrugada. Shayanne Carla Rocha Neto, de 26 anos, conduzia um veículo quando cruzou uma avenida e bateu em uma mureta de contenção. A condutora teve que ser conduzida para o Hospital de Emergência do Agreste (HEA).