Taison se reúne com Shakhtar para obter liberação e abrir caminho ao Inter

Atacante estava afastado no clube ucraniano após brigar com técnico

Taison está reunido com o Shakhtar Donetsk para obter a liberação imediata do clube ucraniano e ficar livre para assinar contrato com o Inter. As partes discutem situações burocráticas, mas, nas próximas horas, oficializarão a saída do jogador.

Assim que a situação com os europeus estiver sacramentada, Taison, que atualmente trabalha com o time sub-21 do Shakhtar, será anunciado pelo clube gaúcho. As partes já têm um acerto, mas aguardavam o fim do vínculo do jogador de 33 anos com os ucranianos.

Para voltar ao clube do coração, Taison aceitou reduzir drasticamente os valores que recebe na Ucrânia. Pelo Inter, os vencimentos ficarão na casa dos R$ 650 mil mensais.

A liberação imediata pegou o próprio Inter de surpresa. No fim de março, a diretoria colorada enviou um comunicado oficial ao Shakhtar para manifestar a intenção de contratar o atacante. E desde então passou a negociar a liberação antecipada de Taison.

Após rodadas de negociações, inclusive com a possibilidade de incluir Vinícius Tobias, lateral-direito da base, no negócio, houve um recuo da direção do Shakhtar. O Inter entendia que só teria Taison após o fim do contrato, em 30 de junho deste ano.

Este processo ainda fará o departamento jurídico do Inter se movimentar nos bastidores. Afinal, na terça o time inicia a campanha pelo tricampeonato da Libertadores. A inscrição do jogador na competição precisa ocorrer até 48 horas do primeiro jogo, ou será paga uma multa.

Taison está mais perto que nunca de voltar a utilizar a camisa do Inter após 11 anos. Faltará definir o número que vestirá. A 7, que o acompanhou ao longo da carreira, ou a 10, que o amigo D'Alessandro usava, estão vagas.