Ex-pugilista Éder Jofre, lenda do esporte brasileiro, morre aos 86 anos

Lenda do boxe estava internada desde março por conta de uma pneumonia; Éder Jofre é considerado um dos maiores lutadores brasileiros da história

O ex-pugilista Éder Jofre, que tinha 86 anos, morreu na madrugada deste domingo. De acordo com familiares, a lenda do esporte estava internada desde março, em uma clínica localizada em Embu das Artes, município de São Paulo, por conta de uma pneumonia. Ele morreu de complicações da doença.

O ex-pugilista deixa a sua família e milhares de fãs. Ele foi campeão mundial de boxe na categoria peso-galo de 1960 a 1965. Além disso, Jofre também conquistou, em 1973, o título mundial da categoria peso-pena, uma acima da que se destacou durante boa parte da carreira.

Por conta da sua trajetória vitoriosa, Éder recebeu o apelido "Galo de Ouro", dado pelo escritor e dramaturgo Benedito Ruy Barbosa. O tricampeão mundial dos pesos pena e galo foi o primeiro brasileiro a obter um cinturão deste quilate.

Enquanto boxeador amador, Éder defendeu a camisa do São Paulo. Em 2021, ele entrou para o Hall da Fama do Boxe da Costa Oeste dos EUA. O ex-pugilista se juntou a lendas como Muhammad Ali, Joe Louis, Rocky Marciano, George Foreman, Sugar Ray Leonard, entre outros lutadores.

Éder Jofre nasceu em 1936 na capital de São Paulo. O ex-pugilista deixa dois filhos, Marcel e Andrea. Recentemente, Éder estava com a saúde debilitada por conta de encefalopatia traumática crônica (doença neurológica provocada por impacto na cabeça).