Atlético-MG vence o São Paulo e mantém esperança por título

Na briga pelo título do Brasileirão, Paulinho garantiu a vitória do Galo

Na briga acirrada pelo título do Brasileirão, o Atlético-MG garantiu sua vitória em cima do São Paulo quase no apagar das luzes. Com Hulk abrindo o placar, o Galo viu o sonho se afastar por um breve momento graças ao pênalti convertido por Luciano.

Mas nos acréscimos do segundo tempo, Paulinho garantiu o seu, se firmou mais ainda na artilharia e foi o responsável pelos três pontos do Galo na tabela do Brasileirão. Com o resultado, o Atlético-MG chega aos 66 pontos e iguala a mesma pontuação do Palmeiras, líder do campeonato. O Tricolor, que está tranquilo e não briga por mais nada, segue com 50 pontos.

FOREVER! Com grande festa no Mineirão, a torcida do Galo organizou um mosaico especial em homenagem a Réver. A festa foi tanta que a fumaça no gramado atrasou o início do confronto por alguns minutos. Réver está se despedindo do clube mineiro.

BUSCOU EMOÇÃO! Em um primeiro tempo truncado, Luciano e Erison trabalharam juntos em busca do primeiro gol do Tricolor na partida. Aos 30 minutos, o camisa 10 tentou uma finalização de fora da área e 'El Toro' arriscou um chute após o rebote. Porém, mandou para fora.

HULK! Na primeira finalização do Atlético-MG em toda a partida, o jogador abriu o placar para a equipe em um jogo que pouco prometia.

PÊNALTI! Depois de perder uma baita oportunidade no segundo tempo, Luciano buscou a redenção e deixou tudo igual no Mineirão. Após uma penalidade ser marcada a favor do Tricolor, o camisa 10 ficou com a responsabilidade e converteu.

FAZ O ARCO E A FLECHA! Após o Galo achar que tudo estava complicado com o gol de Luciano, Paulinho mostrou que não é bem assim. Nos acréscimos do segundo tempo, Hulk lançou uma bola para o artilheiro, que finalizou sem chances para Rafael e garantiu a vitória da equipe de Felipão.

COMO FOI O PRIMEIRO TEMPO
Se existe uma palavra para descrever o primeiro tempo do confronto entre Atlético-MG e São Paulo, esta palavra é: picotado. Em um jogo com muitas paradas e interrupções, poucas emoções. Com mais posse de bola, o Tricolor mostrou que não iria entregar o resultado e controlou a etapa. Sem sofrer pressão do lado do Galo, as melhores oportunidades foram criadas pelo time de Dorival Júnior. Uma das melhores com dois nomes por trás, Luciano e Erison. O camisa 10, aos 30 minutos, tentou um chute de fora, e o companheiro tentou aproveitar o rebote. Entretanto, sem sucesso, a primeira parte da partida terminou sem gols.

E O SEGUNDO TEMPO?
O segundo tempo começou no mesmo ritmo truncado do primeiro. O São Paulo teve sua melhor oportunidade do jogo com uma finalização de Luciano, aos 30 minutos, quando ficou cara a cara com Everson e desperdiçou. Um minuto depois, na primeira finalização do Atlético-MG na partida, Hulk marcou. O camisa 7 recebeu uma bola de fora da área e finalizou no canto esquerdo do gol são-paulino.

Mas toda alegria durou pouco. Alguns minutos depois, Juan foi derrubado na área por Mariano e a penalidade foi marcada em favor ao Tricolor. Luciano buscou a redenção do gol desperdiçado anteriormente e bateu com tranquilidade, empatando o placar.

Nem tudo estava perdido. Nos acréscimos, foi a vez do artilheiro Paulinho aparecer. Ao receber um lançamento de Hulk, o camisa 10 finalizou sem chances para Rafael, garantindo os três pontos do Galo.

O QUE VEM POR AÍ
Vivo na briga pelo título do Brasileiro, mesmo dependendo das outras equipes que estão na mesma situação, o Atlético-MG se despede da competição contra o Bahia, na quarta-feira (6), na Arena Fonte Nova. O São Paulo joga contra o Flamengo, no Morumbi, também na quarta-feira (6).

Receba notícias da GazetaWeb no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta acessar a nossa comunidade:

https://4et.us/rvw00p