Após áudio vazado, vice-presidente do Fluminense é exonerado do cargo

Decisão foi tomada pelo presidente Pedro Abad, atendendo a pedidos e pressões de grupos políticos

Fernando Veiga não é mais vice-presidente de futebol do Fluminense. Após ter um áudio vazado, em que comenta que o clube tem receita de time pequeno, o presidente Pedro Abad decidiu excluir o dirigente do cargo e ocupa, provisoriamente, a vaga. Outro fator que pesou para a decisão foi a pressão de diversos grupos políticos. Veiga foi comunicado na última madrugada, e o Tricolor já divulgou uma nota oficial.
O Fluminense vive um momento conturbado no Campeonato Brasileiro. Vindo de três derrotas consecutivas e na 16ª posição, com 31 pontos, o time de Abel está apenas um ponto acima do Sport, equipe que abre a zona de rebaixamento.
Por conta da data Fifa, o próximo compromisso será apenas no dia 12 de outubro, contra o Flamengo, uma quinta-feira de feriado, às 17h (de Brasília), em duelo válido pela 27ª rodada do Brasileirão.
Confira a nota oficial do Fluminense:
O Fluminense Football Club informa que Fernando Veiga não é mais o vice-presidente de futebol. O clube agradece pelos serviços prestados. Enquanto um novo nome não é definido para a pasta, o presidente Pedro Abad acumula o cargo.