PSG não consegue trazer Zidane e busca nomes que agradem Mbappé

Possível contratação de Zidane como técnico foi usada para convencer Mbappé a renovar com o clube; agora, o PSG busca nomes de peso

A renovação de Kylian Mbappé encerrou uma longa novela com o Paris Saint-Germain. Entretanto, o clube francês teve de abrir mão de um desejo do presidente Nasser Al-Khelaifi: trazer Zinedine Zidane para Paris como comandante do time.

De acordo com a emissora francesa Telefoot, o francês pretende assumir o cargo de técnico da seleção da França, no lugar de Didier Deschamps, depois da Copa do Mundo do Catar. A ligação de Zidane com o Rela Madrid e o Olympique de Marselha também foram fatores que o fizeram recusar a proposta do PSG.

O grande problema é que a possível contratação de Zinedine foi usada como uma das coisas para convencer o atacante Mbappé a renovar com o clube.

Com a negativa, o time parisiense busca outro grande nome para substituir Mauricio Pochettino e que agrade o jogador. Apesar de o argentino ter mais um ano de contrato com o PSG, ele não deve seguir à frente da equipe.

Até o momento, a imprensa francesa especulou cinco nomes para a posição: Joachim Low, ex-técnico da Alemanha; Roberto Martínez, técnico espanhol da Bélgica; Julen Lopetegui, treinador espanhol do Sevilla; Antonio Conte, técnico italiano do Tottenham; e Thiago Motta, brasileiro naturalizado italiano, técnico do Spezia e ex-jogador do PSG.

Thiago Motta, inclusive, já foi questionado sobre uma possível contratação, mas desconversou as especulações. “Os rumores do mercado de transferências estão sempre circulando, estou muito feliz com o que fizemos em Spezia este ano. Teremos a oportunidade de conversar e depois passarei um tempo com minha família, principalmente minhas filhas. Hoje elas completaram 10 anos e não as vejo há dois meses, então será um momento especial. Só elas contam agora, todo o resto fica em segundo plano”, afirmou ele.