Nadal diz que Sharapova foi negligente e pede punição: 'Ela precisa pagar'

Tenista espanhol diz que nunca se dopou: 'Nunca tive a tentação de fazer algo errado'

Nadal durante o Rio Open: pedido de punição a Sharapova por doping - Foto: FOTO: Fotojump

- É difícil de acreditar que algo assim possa acontecer, mas erros acontecem. Eu quero acreditar que que foi um erro de Maria. Que ela não queria fazer isso. Mas, obviamente, foi uma negligência. Ela precisa pagar - afirmou, em coletiva de imprensa antes do Masters 1.000 de Indian Wells, nos Estados Unidos.
Alvo constante de rumores sobre o doping, Nadal se disse cansado dos rumores. E se defendeu.
- Eu nunca tive a tentação de fazer algo errado. Eu acredito no esporte e nos valores do esporte. É um exemplo para as crianças e, se estou fazendo algo que vai contra isso, eu estarei mentindo para mim, não para os meus oponentes.

Maria Sharapova anunciou ter sido flagrada no doping nesta semana - Foto: FOTO: Reuters

Nadal nunca falhou em um teste antidoping, mas já foi alvo de diversas acusações. Em 2011, por exemplo, Yannick Noah, ex-tenista campeão de Roland Garros, afirmou em um artigo que o sucesso do espanhol era devido ao doping. O espanhol, porém, nega. 
- Eu sempre fui aberto em toda a minha carreira. Nunca tentei esconder nada que fiz. Eu fiz PRP (Plasma Rico em Plaquetas, usado para combater lesões) e usei células tronco. A primeira vez que fiz PRP foi fantástico, mas a segunda foi muito ruim. Eu precisei parar de jogar por sete meses. Com as células tronco, usei duas vezes nos meus joelhos e funcionou muito bem. Eu não estou fazendo, nunca fiz e nunca vou fazer algo errado.
Durante a coletiva de imprensa que convocou na última segunda-feira, Sharapova revelou que caiu no exame antidoping durante o Aberto da Austrália, em janeiro, por causa do meldonium, proibido pela Agência Mundial Antidoping (Wada) a partir deste ano. A substância é encontrada no Mildronate, medicamento que a russa disse tomar há dez anos para combater uma deficiência de magnésio e sinais de diabetes.
Em 2015, a Wada incluiu o meldonium na lista de observação para determinar os efeitos na performance e o quantitativo de atletas que faziam uso. Com a característica de aumentar a contração muscular do coração, ele entrou na lista de substâncias proibidas em 2016 como um "modulador metabólico", devido "ao uso de atletas para aumentar a performance", segundo a Wada. De forma geral, o meldonium é usado para tratar doenças como isquemia, que decorre da falta de circulação de sangue no corpo.
Organizadora dos Grand Slams, a Federação Internacional de Tênis (ITF) explicou o caso em comunicado oficial. A amostra pela qual Sharapova foi pega no doping foi coletada no dia 26 de janeiro. A tenista foi notificada no dia 2 de março e admitiu a presença da substância proibida. A entidade anunciou que a russa será suspensa provisoriamente no dia 12 de março até a definição do caso.
Também em comunicado oficial, a Wada informou que, "para proteger a integridade do caso", ela não vai se manifestar até uma decisão final da ITF. Assim que isso acontecer, a entidade garantiu que vai analisar o veredito e decidir apelar ou não junto à Corte Arbitral do Esporte (CAS).

Receba notícias da GazetaWeb no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta acessar a nossa comunidade:

https://4et.us/rvw00p