Meninas do Volei se blindam e deixam redes sociais de lado durante Jogos

Em 'momento único', Sheilla e Fabiana lideram movimento antes da caminhada em busca do tri

O celular deve ficar ali ao lado, à espera, quase gritando para avisar sobre uma nova notificação. Mas, com um objetivo em mente, Sheilla e Fabiana tomaram uma decisão. Durante a Olimpíada do Rio, nada de redes sociais. Com a cabeça completamente voltada para a competição, as jogadoras, duas das maiores lideranças do grupo, decidiram deixar o mundo virtual de lado. Antes mesmo de entrarem na Vila Olímpica, se despediram dos fãs e avisaram: só voltam após o fim dos Jogos.
A escolha tem um único motivo: não deixar que nada mais atrapalhe o pensamento rumo ao sonhado terceiro ouro olímpico. Para viver o clima dos Jogos ao máximo, o melhor é deixar o celular e o computador de lado até o fim do evento..
- Eu acho que, em Londres, foi a Olimpíada que começou essa coisa de redes sociais. Foi o ano que eu fiz uma fanpage, que nem era eu que administrava. Já tinha Twitter, mas não tinha esse negócio de postar, falar, desse contato com os fãs, com todo mundo. Eu acho que o clima de Olimpíada é meio mágico. Eu tomei essa decisão, falei com a Fabi. Ela disse que achava uma ótima ideia também. Foi quando fechamos. Algumas meninas falaram que vão fazer também, que é legal. Até mesmo para vivermos o momento da Olimpíada, que é único, mágico e vale muito a pena.
A decisão não deverá ser só das duas. Outras jogadoras, segundo Sheilla, aprovaram a ideia e devem tomar o mesmo caminho. Até mesmo Jaqueline, muito presente no mundo virtual, deve se controlar enquanto estiver na Vila.
- Várias já falaram. Vai ser difícil citar nomes. A Dani (Lins) falou, Gabizinha falou, até a Jaque disse: ?Vi que vocês postaram, vou fazer também?. Mas depois ela brincou: ?Será que eu consigo ficar sem mexer no celular??. Porque vira um vício. Agora, quem vai fazer, não sei, só vendo (risos). 
Fabiana é a capitã da equipe. Com a responsabilidade de guiar o time no melhor caminho, a central acredita que a decisão deverá ajudar a manter o foco nos Jogos.
- Acho que estou mais focada, mais concentrada. Sei da responsabilidade enorme que temos. Rede social mexe um pouco. Não é todo repórter que vem para o lado positivo, sempre tem algo para cutucar, nada está bom. Não quero ver esse tipo de comentário. Eu confio no treinamento e na nossa dedicação. Sei que todo mundo está dando 100%.  Quando tem um comentário negativo, isso mexe com você. Não quero saber disso. Estou buscando só coisas boas para aproveitar esse momento único da melhor maneira possível.
Em busca do terceiro título olímpico, Brasil entra em quadra neste sábado, contra Camarões. A seleção, que está no grupo A da competição, enfrenta a equipe africana às 15h, no Maracanãzinho.

Receba notícias da GazetaWeb no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta acessar a nossa comunidade:

https://4et.us/rvw00p