Jornal espanhol chama Igor Paixão de 'descendente de escravos'

"As" apresenta atacante brasileiro do Feyenoord, adversário do Atlético de Madrid nesta terça, como "atacante que provém de família de escravos". Críticas fazem jornal editar matéria

Antes do duelo entre Atlético de Madrid e Feyenoord, válido pela quinta rodada da fase de grupos da Champions League, o jornal "As" apresentou o atacante Igor Paixão como "descendente de escravos". O periódico espanhol recebeu muitas críticas nas redes sociais e atualizou a matéria excluindo o termo.

Igor Paixão tem origem quilombola, grupo étnico-racial formado por descendentes de escravos fugitivos durante o período da escravidão. A matéria, que conta a história do jovem atacante brasileiro, recebeu muitas críticas relacionadas ao cunho racista do título.

Jornal espanhol "As" chama Igor Paixão de "descendente de escravos" antes de Atlético de Madrid x Feyenoord - Foto: Reprodução

Depois de muitos torcedores espanhóis e brasileiros se manifestarem no "X" (antigo Twitter), o jornal espanhol excluiu a publicação na rede social e editou a matéria.

A Espanha ficou marcava negativamente com o assunto racismo nos últimos tempos após recorrentes ataques ao atacante Vinícius Júnior, do Real Madrid. O tema gerou grande discussão no país e no mundo.

Aos 23 anos, Igor Paixão disputa sua segunda temporada pelo Feyenoord, da Holanda. Revelado nas categorias de base do Coritiba, o atacante passou por empréstimo ao Londrina e se destacou no Coxa nos anos de 2021 e 2022, até ser vendido por 8 milhões de euros (R$ 41,6 milhões, na cotação da época).

Receba notícias da GazetaWeb no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta acessar a nossa comunidade:

https://4et.us/rvw00p