Antes de receber gigantes ingleses, Moscou tem esquema especial contra hooligans

Duelos entre Spartak x Liverpool e CSKA x Manchester United pela Champions têm segurança reforçada e será mais um teste para o país sede da Copa 2018

Depois de passar com louvor pela Copa das Confederações, a Rússia quer mostrar ao mundo que pode oferecer segurança em outro grande evento de futebol. E o novo teste será na capital do país. Spartak Moscou, o clube russo mais popular, e Liverpool se enfrentam nesta terça-feira no estádio do Spartak, em jogo válido pela segunda rodada do Grupo E da Liga dos Campeões da Europa. Não há rivalidade entre os times, mas o fato de torcedores russos e ingleses se reencontrarem exige atenção redobrada. Principalmente porque serão duas partidas seguidas. Nesta quarta, CSKA e Manchester United também jogarão em Moscou, só que pelo Grupo A da Champions.
O episódio mais recente de confronto entre russos e ingleses foi na Eurocopa do ano passado. Na França, eles protagonizaram um conflito sangrento nas ruas de Marselha. Eram os Hooligans contra os Ultras. Além da proximidade da Copa do Mundo, este foi um dos motivos para o presidente da Rússia, Vladimir Putin, aprovar leis mais duras contra a violência no esporte. Após o ocorrido na França, o país anunciou uma lista negra de 191 pessoas - incluindo 54 que participaram de invasão de campo na final da Copa da Rússia de 2014, em Sochi - que não puderam ir aos estádios durante a Copa das Confederações e nem no Mundial do ano que vem. Segundo o Ministério do Interior da Rússia, há ainda hooligans que não estão na lista negra, mas que permanecem sob observação da polícia.
Com exceção do "Fan ID", a credencial do torcedor, que foi obrigatória na Copa das Confederações e será na Copa, o esquema de segurança para os jogos entre russos e ingleses na Liga dos Campeões nesta semana em Moscou será muito parecido com o que se viu nas sedes da Copa das Confederações realizada no meio deste ano. Torcedores e jornalistas passam por uma revista completa no acesso às arenas, incluindo ter que ligar os equipamentos eletrônicos para provar que funcionam. Segundo autoridades, o país também está preparado para evitar novos ataques terroristas.
Nesta terça, o estádio do Spartak vai receber 43.500 torcedores. Destes, 565 são fãs do Liverpool, que estarão na parte superior do estádio. Para evitar que objetos sejam atirados, o setor abaixo da área destinadas aos ingleses ficará fechado, o que reduziu a capacidade do estádio em cerca de 800 lugares. Os ingressos para este jogo estão esgotados.

Disputa em Marselha entre torcedores de Rússia e Inglaterra - Foto: FOTO: Reuters

- Não deve ter nenhum incidente, temos certas medidas de segurança, como o policiamento que vai trabalhar nas ruas, nossa colaboração com colegas estrangeiros (ingleses) que estão vindo para cá junto com os torcedores estrangeiros, todos os torcedores serão revistados, assim como ocorreu na Copa das Confederações e ocorre no Campeonato Russo. Então, acho que não teremos nenhum problema - disse o coronel Andrei Zakharov, chefe do setor de segurança do Ministério do Interior da Rússia.
Sobre o campo-bola...
No Grupo A, Manchester United e CSKA dividem a liderança com três pontos cada, já que venceram Basel e Benfica, respectivamente, na primeira rodada. No Grupo E, os quatro times estão com um ponto: Sevilla, Liverpool, Spartak Moscou e Maribor.

Torcida do Spartak em Moscou: time russo encara o Liverpool - Foto: FOTO: Divulgação

No jogo desta quarta-feira, duas equipes que estão em alta em seus países se enfrentam. O Manchester é o vice-líder do Campeonato Inglês, e o CSKA também disputa as primeiras posições no Campeonato Russo. O atacante brasileiro Vitinho é o grande nome da equipe de Moscou e tem feito bons jogos na temporada. Já o belga Lukaku, camisa 9 do United, tem sido praticamente uma certeza de gols quando está em campo. As duas partidas serão às 15h45m (de Brasília).