Abraçado por torcida, Portugal marca duas vezes e despacha a Argentina

Atacante do Porto abre caminho para vitória do campeão europeu no Engenhão. Torcida brasileira embala jogadores com direito a gritos de 'olé'

O JOGO
O gesto é emblemático. A cada gol importante, principalmente diante do Barcelona, Cristiano Ronaldo se vira para a torcida como quem diz: "Calma! Calma!". O craque não está no Brasil para os Jogos Olímpicos, mas a analogia é válida. Para vencer a Argentina na estreia na Rio 2016, os portugueses disseram: "Paciência! Paciência!". Este é o nome do atacante do Porto que abriu o caminho para vitória por 2 a 0 nesta quinta-feira, no Estádio Olímpico, pela primeira rodada do Grupo D. Pite, em chute de fora da área, fechou o placar para alegria dos brasileiros, que não perdoaram o frangaço entre as pernas do goleiro Rulli. Hermano, decime que se siente?
PRIMEIRO TEMPO
Portugal começou a partida no Engenhão com 12 jogadores. Nos segundos iniciais, a Argentina, cheia de confiança, até se mandou para o ataque. Correa tentou um lance de habilidade pela direita, mas bastou a primeira posse de bola para os portugueses tomarem conta do jogo. Com gritos de "olé" a cada troca de passes, a torcida brasileira irritava os argentinos, com direito a cartão amarelo para Gianeti e gol anulado dos lusos antes do quinto minuto. Bem arrumado, o time de Rui Jorge marcava no campo de ataque e verticalizava as jogadas quando tinha a posse de bola. Salvador, Fernandes e Paciência complicavam a vida da defesa rival, e levavam perigo ao gol de Rulli. Nos 15 minutos finais, a Argentina equilibrou as ações e criou boas chances, sempre com o bom lateral Gomez, pela direita. Nada, porém, tirou o zero do placar no intervalo.
SEGUNDO TEMPO
Com a bola de Calleri no travessão logo aos dois minutos, parecia que a Argentina, enfim, faria jus ao favoritismo que lhe era imposto antes do início do torneio. Puro engano. Consciente de suas ações, Portugal mostrou, mesmo com os desfalques, o futebol que chamou a atenção no Europeu Sub-21 e continuou senhor do jogo. Com exceção de raríssimos lances de habilidade de Correa, os argentinos não conseguiam se impor ou até mesmo manter a bola no campo de ataque. Portugal, então, passou a usar mais as laterais e chegou ao gol aos 21. Bruno Fernandes avançou pela esquerda e rolou na entrada da área para Paciência dominar e chutar rasteirinho no canto. O Engenhão virou um alvoroço só. Na base da correria, o time de Olarticoechea esboçou uma pressão pelo empate, mas Pite resolveu a parada aos 29. Chute despretensioso de fora da área, falha grotesca de Rulli, e o grito de gol surgiu junto com quase dez minutos de "olé".
GRUPO D
Ao término da primeira rodada, Portugal e Honduras, que venceu a Argélia por 3 a 2 na preliminar, lideram o Grupo D. No próximo sábado, novamente no Estádio Olímpico, os portugueses medem forças pelo topo da tabela com os hondurenhos, às 15h (de Brasília), seguidos de um confronto já decisivo entre Argentina e Argélia, às 18h.

Receba notícias da GazetaWeb no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta acessar a nossa comunidade:

https://4et.us/rvw00p