Em corrida maluca, Ocon vence e Hamilton retoma ponta do Mundial de F1

GP da Hungria de 2021 foi dos mais caóticos e espetaculares capítulos da categoria

Geralmente conhecido como um das etapas mais tediosas da Fórmula 1, o GP da Hungria de 2021 foi dos mais caóticos e espetaculares capítulos da categoria. No fim, o francês Esteban Ocon, da Alpine, saiu vencedor pela primeira vez em sua carreira. Ele foi seguido por Sebastian Vettel, da Aston Martin, um tetracampeão mundial que conquistou seu segundo pódio na temporada.

A corrida foi maluca e confusa, com acidente de "boliche" na primeira curva -nas palavras de Charles Leclerc-, bandeira vermelha, relargada com apenas um carro. Uma dinâmica improvável que interferiu totalmente na prova de Lewis Hamilton, que largou na pole, perdeu posições na volta da paralisação e, numa prova de recuperação, terminou na terceira posição e retomou a liderança do Mundial de pilotos.

Max Verstappen, que teve que lidar com problemas no carro causados pelo acidente na primeira volta, terminou na décima colocação, conseguindo ao menos um ponto que pode ser importante no campeonato. Ele está agora seis pontos atrás de Hamilton numa disputa imprevisível (192 a 186).

A Fórmula 1 agora entra em férias de três semanas e volta no final de semana do dia 27 de agosto, com o GP da Bélgica.

UM COMEÇO DAQUELES

A corrida já escreveu sua história na primeira curva. Debaixo de chuva, Bottas largou muito mal, sendo superado por quatro carros. Na freada para a curva, sem aderência, o finlandês acertou a traseira de Lando Norris, que foi jogado em cima de Verstappen. O holandês da Red Bull ainda conseguiu voltar para a pista, mas com muitos danos no carro e na 13ª colocação.

Além de Bottas, Sérgio Pérez, Leclerc e Stroll viram a corrida acabar logo nos primeiros metros, e a corrida foi interrompida com a bandeira vermelha. A parada deu a oportunidade da Red Bull trabalhar no bem danificado carro de Verstappen, abusando das fitas adesivas e famosas "gambiarras".

GP DA HUNGRIA - Foto: Reprodução

RELARGANDO... SOZINHO?

Quando a pista foi reaberta ,o clima já tinha mudado. Hamilton se alinhou para a largada com seus pneus intermediários, enquanto todo mundo foi para os boxes para colocar pneu de pista seca. A cena foi estranha e custou cara para o piloto inglês.

RESULTADO DO GP DA HUNGRIA

  1. E OCON (Alpine) 70 voltas
  2. S VETTEL (Aston Martin Mercedes) +1.859
  3. L HAMILTON (Mercedes) +2.736
  4. C SAINZ (Ferrari) +15.018
  5. F ALONSO (Alpine) +15.651
  6. P GASLY (AlphaTauri Honda) +1:03.614
  7. Y TSUNODA (AlphaTauri Honda) +1:15.803
  8. N LATIFI (Williams Mercedes) +1:17.910
  9. G RUSSELL (Williams Mercedes) +1:19.094
  10. M VERSTAPPEN (Red Bull Honda) +1:20.244
  11. K RÄIKKÖNEN (Alfa Romeo Ferrari) + 1 volta
  12. D RICCIARDO (McLaren Mercedes) + 1 volta
  13. M SCHUMACHER (Haas Ferrari) + 1 volta
  14. A GIOVINAZZI (Alfa Romeo Ferrari) + 1 volta

Não completaram:

  1. N MAZEPIN (Haas Ferrari)
  2. L NORRIS (McLaren Mercedes)
  3. S PÉREZ (Red Bull Honda)
  4. L STROLL (Aston Martin Mercedes)
  5. C LECLERC (Ferrari)
  6. V BOTTAS (Mercedes)