Imagem
Menu lateral
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Menu lateral Busca interna do GazetaWeb
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > notícias > ESPORTES

Circuito Banco do Brasil de Surfe realiza 3° etapa de 2024 em Alagoas

Palco será a Praia do Francês, em Marechal Deodoro, praia sediou duas etapas do QS em 1997 e 1998


				
					Circuito Banco do Brasil de Surfe realiza 3° etapa de 2024 em Alagoas
Evento na Praia do Francês ocorre entre quarta-feira (22) e domingo (26). WSL

O Circuito Banco do Brasil de Surfe escolheu para sediar a terceira etapa de 2024 a Praia do Francês, no município de Marechal Deodoro, Litoral Sul de Alagoas, que, desde 1998, não recebe um evento do World Surf League (WSL) Qualifying Series (QS).

A praia é considerada um dos melhores picos de surfe da Região Nordeste, conhecida pelos tubos e a força das suas ondas. Grandes nomes do surfe brasileiro e sul-americano estão na expectativa de competir pela primeira vez na Praia do Francês. As eliminatórias começam nesta quarta-feira (22), com transmissão ao vivo pelo WorldSurfLeague.com.

Leia também

Esta será a terceira etapa do Circuito Banco do Brasil de Surfe neste ano e a terceira também da temporada 2024/2025 da WSL South America. O evento será realizado com patrocínios do Banco do Brasil, da Prefeitura Municipal de Marechal Deodoro e do Governo do Estado de Alagoas, através da Secretaria de Estado de Turismo.

Na Praia do Francês, acontecerá a primeira etapa com status QS 3000, valendo 3.000 pontos para os rankings regionais que definem os títulos de campeã e campeão sul-americanos da WSL e classificam 7 homens e 3 mulheres para o Challenger Series, circuito de acesso para a elite do World Surf League Championship Tour (CT).

O Circuito Banco do Brasil de Surfe acontece com o princípio da igualdade na premiação das mulheres com a dos homens e produz um ranking próprio, com todas as 5 etapas valendo 1.000 pontos, independente de o nível ser QS 5000, QS 3000 ou QS 1000.

Quem terminar em primeiro lugar, com mais pontos nos rankings masculino e feminino, ganha um convite (wildcard) para participar da etapa brasileira do Challenger Series, o Corona Saquarema Pro apresentado por Banco do Brasil, nos dias 12 a 20 de outubro, no Maracanã do Surfe, Praia de Itaúna, em Saquarema.


				
					Circuito Banco do Brasil de Surfe realiza 3° etapa de 2024 em Alagoas
Praia do Francês sediou duas etapas do QS em 1997 e 1998. WSL

Uma das metas do circuito promovido pelo Banco do Brasil é descobrir novos talentos do surfe no país. Um total de 198 surfistas já teve a chance de participar de uma etapa do WSL Qualifying Series pela primeira vez no Circuito Banco do Brasil de Surfe.

No primeiro ano, foram 93 estreando no QS nas 3 etapas de 2022, mais 72 nas 5 etapas de 2023 e 33 só nas duas primeiras de 2024, em Torres no Rio Grande do Sul e em Saquarema no Rio de Janeiro. A maioria dos 33 deste ano, é de gaúchos competindo em Torres, onde a última etapa do QS tinha acontecido 20 anos atrás.

A oportunidade agora é para os surfistas alagoanos e de outros Estados do Nordeste poderem vestir a lycra de competição da World Surf League pela primeira vez na Praia do Francês, onde há 26 anos não tem etapas do QS.

A cidade de Marechal Deodoro será a oitava a receber o Circuito Banco do Brasil de Surfe. As primeiras da história foram Garopaba (SC), Salvador (BA) e Ubatuba (SP) em 2022. Em 2023, o circuito também passou por Saquarema (RJ), São Sebastião (SP) e Itupeva (SP), com a etapa inédita do QS em ondas artificiais na América do Sul, fechando o circuito na Praia da Grama. A temporada 2024 começou na estreia de Torres (RS), passou por Saquarema (RJ) e chega agora em Marechal Deodoro (AL).

A etapa de Alagoas será a 11° da história iniciada em 2022. Um total de 468 surfistas de 14 países, 373 na categoria masculina e 95 na feminina, competiu nas 10 etapas já realizadas, 3 em 2022, 5 em 2023 e as 2 primeiras de 2024.

Além da competição, o Circuito Banco do Brasil de Surfe sempre promove outras atividades para o público aproveitar na arena do evento. Assim como nas outras etapas, na Praia do Francês serão realizadas ações ambientais e de preservação da Natureza incentivadas pelo escritório da WSL Latin America, bem como espaço kids, escolinhas de surfe e outros esportes de praia, além de ginástica, dança, distribuição de brindes e atividades para todas as idades.

Outra atração implantada nas etapas do Circuito Banco do Brasil de Surfe nesse ano é o projeto "Novas Ondas", para jovens surfistas da região onde passam os eventos. Eles interagem com algumas estrelas do campeonato, participam de palestras educativas e fazem uma sessão de surfe especial com seus ídolos. Essa ação já aconteceu com grande sucesso na Praia dos Molhes em Torres (RS) e na Praia de Itaúna em Saquarema (RJ).

A World Surf League (WSL) é a casa do surf competitivo no planeta, coroando campeões mundiais desde 1976, apresentando os melhores surfistas do mundo. A WSL supervisiona o cenário competitivo global do surf e estabelece o padrão para o desempenho de alta performance no ambiente mais dinâmico de todos os esportes. Com um firme compromisso com os seus valores, a WSL prioriza a proteção do oceano, a igualdade de gêneros e a rica herança do esporte, ao mesmo tempo que destaca a progressão e a inovação.

*Com Assessoria

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na Google Play Aplicativo na App Store
Aplicativo na App Store

Relacionadas