Imagem
Menu lateral
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Menu lateral Busca interna do GazetaWeb
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
X
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

Cesinha Chaves, um dos pioneiros do skate no Brasil, morre aos 68 anos

Atleta e comunicador, Cesinha também ajudou a popularizar o surfe no país


				
					Cesinha Chaves, um dos pioneiros do skate no Brasil, morre aos 68 anos
Cesinha Chaves, um dos pioneiros do skate no Brasil. Reprodução

O skate brasileiro perdeu uma de suas referências na noite desse sábado. Cesinha Chaves, um dos pioneiros do esporte no Brasil, morreu de câncer aos 68 anos no Rio de Janeiro, cidade onde nasceu. Cesinha também foi essencial para popularizar a prática do surfe no país. Além de skatista e surfista, Cesinha era comunicador e chegou a trabalhar como comentarista no sportv. Através da comunicação e da filmagem, ele levou a palavra do skate e do surfe para todo o Brasil.

Cesinha Chaves lutava contra o câncer há anos e já havia vencido a doença duas vezes. Na última, quando teve câncer no fígado, precisou fazer um transplante e estava em tratamento. Porém, nos últimos meses, a doença retornou em metástase e o atleta precisou ser internado. Ele não resistiu e faleceu neste sábado, no Rio de Janeiro.

Leia também

Cesinha era reconhecido, principalmente, por sua bondade. Começou no skate na década de 1968, e ajudou muitos atletas a conseguirem equipamentos para competir. Na época, o esporte ainda era chamado de "surfinho", já que, na falta do skate, os surfistas improvisavam com patins e tábuas. Cesinha fundou a primeira marca de shapes do país e liderou uma das primeiras equipes de competição do Rio, a Surfcraf. Comunicador e cinegrafista, Cesinha juntou essas paixões ao seu amor pelo esporte e ajudou a popularizar os esportes sobre prancha no Brasil. Ele foi o primeiro videomaker de skate no país. Sua última competição como atleta foi em 2022, no campeonato Old School Skate Jam.

Nas redes sociais, a Confederação Brasileira de Skate (CBSk) lamentou a morte de Cesinha e relembrou a trajetória do skatista. Sandro Dias, o Mineirinho, um dos principais atletas do skate no Brasil, também se manifestou.

— Quantas histórias, quantas viagens, uma referência do skate brasileiro, influenciador do skate e do surf nos primórdios das modalidades, um dos primeiros a mostrar o skate na mídia, tv, revistas. Rabugento as vezes, mas um cara muito bacana e que sempre me respeitou e teve meu respeito. Hoje infelizmente perdemos ele fisicamente por conta de um problema de saúde, mas estará sempre em nossas lembranças como um aliado e patrimônio do skate brasileiro. Obrigado por tudo e descanse em paz, meu irmão — escreveu Mineirinho.

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na Google Play Aplicativo na App Store
Aplicativo na App Store

Relacionadas

X