Brasileira Bia Haddad vence Bencic e vai à semi do WTA 1000 de Toronto

Brasileira saiu atrás do placar, mas reagiu, conseguiu o empate, buscou a virada sobre a campeã olímpica no terceiro set e garantiu uma vaga na semifinal

A brasileira Beatriz Haddad Maia está garantida na semifinal do WTA 1000 de Toronto, no Canadá, após vencer a campeã olímpica Belinda Bencic por 2 sets a 1 de virada nas quartas, parciais de 2/6, 6/3 e 6/3, em partida que durou 2h07.

- Eu joguei duas vezes com a quadra contra mim essa semana, hoje eu senti muita energia. Desde a primeira rodada eu tenho momentos difíceis em todos os jogos. O primeiro foi especialmente duro. Hoje, quando entrei na quadra eu comecei errando muito, mas falei para mim mesma para me manter porque o jogo muda muito rápido - afirmou Bia Haddad.

Antes de eliminar a suíça, Bia Haddad ainda encarou Iga Swiatek, líder do ranking mundial e campeã de Roland Garros, Leylah Fernandez, canadense melhor ranqueada na competição, e Martina Trevisan na estreia, atual 26ª do ranking.

Esse já é o melhor resultado de uma tenista do Brasil em um torneio dessa categoria. Além disso, ela já se garante no top 20 do ranking mundial na próxima segunda-feira. A brasileira agora enfrenta quem avançar da última partida de quartas de final entre a tcheca Karolína Plíšková e a chinesa Qinwen Zheng, que acontece ainda nesta sexta-feira na quadra central.

O jogo

Bencic e Maia começaram a partida sacando muito bem e confirmando o serviço sem grandes sustos. A primeira estocada foi da brasileira, que chegou a abrir 30 x 0, levou a virada, buscou o empate, mas viu a adversária fechar o terceiro game.

Mas a suíça respondeu no sexto. Variando a devolução, Belinda conquistou o break atraindo a brasileira para a rede e batendo forte na cruzada para abrir vantagem de 4/2 na primeira etapa. Mal no segundo saque, Bia pareceu sentir a perda do game e quando voltou a ter a bola da saída sofreu nova quebra sem pontuar, perdendo o primeiro set para Bencic.

Bia Haddad Maia voltou para a segunda etapa mais agressiva. Depois de sofrer com as devoluções de Belinda Bencic, a brasileira passou a bater mais forte inclusive no segundo saque. Desconfortável, a suíça cometeu erros e cedeu um triplo break para Haddad, que aproveitou para abrir 2/1 no segundo set.

Bia sofreu, mas conseguiu confirmar os saques seguintes e aproveitou uma outra brecha dada por Bencic, quebrando de novo após duas dupla faltas e garantindo o empate no confronto com um 6/3.

Belinda reagiu logo de cara na parcial final. Angulando bem os golpes, explorando a paralela, a suíça quebrou o saque da brasileira logo no primeiro game. A suíça começou a se irritar com os muitos gritos da torcida brasileira nas arquibancadas apoiando a adversária.

No quarto game, Bia devolveu a moeda e colocou duas boas devoluções em cima da linha para dificultar a vida de Bencic, que cometeu um erro não-forçado e deu a chance de quebra para a paulistana, plenamente aproveitada. Jogo empatado em 2/2.

A número 14 do mundo teve duas chances de recuperar a vantagem, mas desperdiçou e se irritou, ao ponto de jogar a raquete no chão. Beatriz se aproveitou do mau momento psicológico da rival e quebrou para abrir vantagem com uma linda paralela em cima da linha. Com o saque, abriu vantagem, segurou a reação e garantiu uma vitória maiúscula sobre Bencic, se garantindo na semifinal.