Zezinho, ex-lateral histórico do CSA e CRB, morre aos 62 anos

Jogador é considerado por muitos como o melhor lateral esquerdo da história de Alagoas; causa da morte foi falência múltipla dos órgãos

Na madrugada desta terça-feira (4), faleceu, em Rio Largo, o ex-lateral esquerdo, Zezinho. O jogador fez história no futebol alagoano e é reconhecido como um dos maiores laterais a atuar no Estado. Segundo a família do ex-atleta, a morte foi em decorrência de falência múltipla dos órgãos. Ele tinha 62 anos.

Zezinho marcou uma geração no CSA. Pelo Azulão, jogou durante 12 anos e conquistou oito vezes o Campeonato Alagoano. Além disso, foi duas vezes vice-campeão da Taça de Prata, equivalente à Série B do Brasileiro, em 1982 e 1983, junto com Felipão.

Após deixar o CSA em 1991, ainda atuou pelo CRB entre 1993 e 1994. Pelo Regatas, foi campeão estadual em 1993. Em 1994, após sua passagem pelo Galo acabar, Zezinho encerrou sua carreira vitoriosa em gramados alagoanos.

Em nota oficial, a Federação Alagoana de Futebol (FAF) anunciou que todos os jogos da 9ª rodada do Estadual dedicarão um minuto de silêncio em homenagem ao ex-jogador.

Confira a nota da FAF:

O CSA também postou uma nota oficial em seu site oficial, em que destaca que Zezinho é um dos dez jogadores que mais atuaram no Clássico das Multidões. Confira:

O ex-lateral esquerdo do Azulão, Zezinho, faleceu nesta terça-feira (4), vítima de falência total de órgãos.

O ex-jogador defendeu o Manto Azulino por 12 anos e conquistou o Campeonato Alagoano por oito vezes, além de conquistar o vice-campeonato da Taça de Prata duas vezes.

Além disso, Zezinho está entre os dez jogares que mais atuaram em Clássico das Multidões. 

Neste momento de dor, o Maior de Alagoas externa suas manifestações de pesar e solidariedade à familiares e amigos do ex-atleta.