No Castelão, CSA é derrotado pelo Fortaleza por 2 a 1 e cai nas quartas da Copa do Nordeste

Com a derrota na capital cearense, Azulão amarga a segunda eliminação em um período de quatro dias

O CSA sofreu a sua segunda eliminação num período de quatro dias. Após derrota nos pênaltis para o Remo em pleno Rei Pelé e a despedida da Copa do Brasil, o Azulão também deu adeus à Copa do Nordeste. Neste sábado (17), o time marujo foi derrotado pelo Fortaleza por 2 a 1 e não consegue avançar das quartas de final da competição regional.

A equipe azulina dominou o primeiro tempo, mas sofreu com a bola aérea e viu o Leão do Pici dominar a etapa complementar e garantir a classificação. David e Bruno Melo marcaram para a equipe tricolor. Dellatorre, de pênalti, anotou o tento marujo. Com a derrota, o Azulão chega oitava partida sem vencer o Fortaleza.

Clique aqui para conferir todos os lances da partida através do Tempo Real da Gazetaweb

Agora, o que resta ao Azulão é voltar as suas atenções para o seu próximo desafio no Alagoano. Nesta terça (20), o time alviceleste visita o Desportivo Aliança no Estádio da Ufal, em Maceió, pela sétima rodada do Estadual. Com a paralisação do Campeonato Cearense, o Leza aguarda o confronto da semifinal da Copa do Nordeste.

Enquanto a Série B não começa, Azulão volta as suas atenções para o Alagoano - Foto: Augusto Oliveira/CSA

Primeiro tempo

A partida começou com os dois times já escancarando as suas propostas de jogo. O Azulão não se intimidou fora de casa e partiu para cima dos cearenses. O Leão do Pici, por sua vez, apresentou uma postura reativa e apostou no contra-ataque para chegar perto da meta azulina com perigo.

Apesar de aplicar uma pressão muito forte à equipe mandante, o time marujo viu o Leza abrir o placar. Após cruzamento, Wanderson cabeceou e obrigou Darley a fazer uma linda defesa. No rebote, David tem tranquilidade para balançar as redes. Porém, o bandeirinha enxergou impedimento no lance e o VAR teve que agir pela primeira vez. Após três minutos de revisão, o gol foi validado: Fortaleza 1x0 CSA.

Mesmo com o golpe forte, o Azulão buscou se manter no ataque e iniciou a sua saga para chegar ao empate. Após muito insistir, os marujos quase tiveram uma grande oportunidade para equiparar a disputa. Dellatorre foi derrubado dentro da área e o juiz marcou a penalidade. Porém, o VAR interveio pela segunda vez e marcou um impedimento no momento do passe de Gabriel para o camisa 9.

O lance deu um ânimo a mais para o time azulino, que intensificou o seu volume de jogo no campo ofensivo e buscou o empate através da bola alçada na área. Contudo, mesmo bastante pressionado, o Leão do Pici quase chegou ao segundo numa investida pontual. Aos 34 minutos, Éderson tentou o cruzamento da esquerda, em uma posição mais centralizada, e a redonda foi direto para o gol. Surpreendido, o goleiro Darley teve que se esticar todo para resvalar na pelota, que carimbou o travessão em seguida. No rebote, Robson pegou muito mal e mandou direto para fora.

A superioridade ofensiva da equipe marujo conseguiu se transformar em bola na rede apenas aos 42 minutos. Um minuto antes, Yago Pikachu cometeu pênalti em Vitor Costa. Posteriormente, Dellatorre foi para a cobrança e bateu no lado direito de Felipe Alves, que pulou para o canto contrário. Devido as intervenções do VAR, o primeiro tempo foi prolongado em cinco minutos e foi finalizado aos 50' com a igualdade em 1 a 1 no placar.

Dellatorre, de pênalti, deixou tudo igual no fim do primeiro tempo - Foto: Augusto Oliveira/CSA

Segundo tempo

O empate do Azulão não veio em um momento muito estratégico em relação ao jogo que realizou na primeira etapa. Com isso, o ímpeto marujo pela virada foi freado com a chegada do intervalo e abriu espaço para o bom momento do Leão do Pici. A entrada de Wellington Paulista fez com que o time tricolor se lançasse ao ataque em busca do segundo.

Após 20 minutos de um futebol imponente, totalmente do apresentado na etapa inaugural, o Leza conseguiu voltar à frente no marcador em mais uma jogada de bola aérea. Após cruzamento de Robson, o capitão Bruno Melo aparece entre os zagueiros e mandou de cuca legal para o fundo das redes: Fortaleza 2x1 CSA.

Com o placar desfavorável, o time azulino não conseguiu criar forças e se perdeu de vez na partida. No intuito de colocar a equipe de volta à disputa, o técnico Mozart chegou a realizar substituições. Porém, as mudanças promovidas no meio da segunda etapa não surtiu efeito e o Azulão seguiu estagnado em campo.

Com isso, o Leão do Pici só teve o trabalho de admnistrar o resultado até o apito final. Os tricolores aproveitaram cada segundo de posse de bola e trocaram figurinhas para o tempo passar mais rápido. Assim como na etapa inicial, o árbitro paraibano estendeu a partida em mais cinco minutos e deu seu último apito aos 50'. Fim de jogo no Castelão: Fortaleza 2x1 CSA.

Time marujo ficou abalado após o segundo gol e não teve forças para buscar o empate - Foto: Augusto Oliveira/CSA

Ficha técnica

Fortaleza - Felipe Alves; Daniel Guedes (Tinga), Marcelo Benevenuto e Bruno Melo; Jussa, Éderson e Matheus Vargas (Romarinho); David (Osvaldo), Robson (Felipe) e Yago Pikachu (Wellington Paulista). Técnico: Ederson Moreira.

CSA - Darley; Norberto, Lucão, Matheus Felipe e Vitor Costa; Geovane (Aylon), Gabriel (Silas) e Silvinho (Bruno Mota); Marco Túlio (Iury Castilho), Rodrigo Pimpão (Ítalo) e Dellatorre. Técnico: Mozart.

Árbitro - Leandro Bizzio Marinho (PB)

Assistentes - Kildenn Tadeu Morais de Lucena (PB) e Schumacher Marques Gomes (PB)

Quarto árbitro - Antonio Magno Lima Cordeiro (CE).

Árbitro de vídeo - Caio Max Augusto Vieira (RN).

Assistente de vídeo - José Woshington da Silva (PE).