Imagem
Menu lateral
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Menu lateral Busca interna do GazetaWeb
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
X
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

Mozart elogia desempenho do CSA em goleada sobre o CEO pelo Alagoano

Treinador também elogiou estreantes Victor Costa, Cristovam e Marco Túlio

Após nova goleada do CSA pelo Alagoano, dessa vez, um contundente 5 a 0 em cima do CEO, o técnico Mozart não escondeu a satisfação com a partida da equipe, na noite dessa quarta (3), no Rei Pelé.

“Satisfeito com o nosso desempenho, foi realmente um placar elástico. Apesar do 0 a 0 no primeiro tempo, eu gostei bastante da postura da equipe. Nós mexemos muito e, por mais que a gente treine junto, o jogo te dá outras situações. Então, sentimos um pouco a falta de ritmo e, principalmente, o entrosamento de jogar juntos. Mas eu gostei bastante do desempenho da equipe no primeiro tempo. Criamos situações, não concedemos nada ao adversário. No segundo tempo, foi normal os gols acabarem saindo”, analisou o treinador.

Leia também

Um dos destaques da partida foi o atacante Marco Túlio. O jogador foi um dos mais participativos do CSA, caindo pela direita e pela esquerda, arriscando dribles e chutes perigosos. Em sua estreia pelo Azulão, agradou o chefe à beira de campo. Outros estreantes, como os laterais Victor Costa e Cristovam, não passaram despercebidos.

“O Marco Túlio é um jogador muito talentoso, sabe jogar por fora, por dentro, tem o drible, o arremate, feliz pela estreia dele, feliz pelo desempenho da equipe; feliz pela estreia do Vitor também, achei que ele fez uma boa estreia do Cristovam, fez uma grande estreia. É importante que esses jogadores que estão chegando joguem para aumentarmos nossa competição interna”, falou Mozart.


				
					Mozart elogia desempenho do CSA em goleada sobre o CEO pelo Alagoano
Marco Túlio foi um dos destaques do Azulão na partida contra o CEO. Ailton Cruz

Com uma escalação diferente após repetir os onze iniciais, nas últimas duas partidas, Mozart explicou o porquê de ter mudado a equipe contra o CEO.

“Eu prefiro trabalhar com um grupo pequeno de jogadores. Eu não acredito num elenco de 30 jogadores, você perde muita qualidade interna. Como o nosso elenco é enxuto, eu tenho obrigação de rodar esses jogadores. Dar ritmo para alguns, descansar outros, a nossa ideia era que o Dellatorre jogasse 60 minutos, acabou que estendemos um pouco mais pra ele, o Victor e o Cristovam; nossa ideia era de 60, 70 minutos, e estendemos um pouco mais”, explicou.

Questionado se iria utilizar escalações diferentes para o Alagoano e para a Copa do Nordeste, Mozart afirmou que pensa jogo a jogo.

“Não vai ter isso de uma equipe no estadual e outra na Copa do Nordeste. Nós vamos jogo a jogo, na minha cabeça eu tenho um time-base e, dependendo do desempenho dessa equipe, nós vamos criar um problema bom, uma competição interna muito boa, e aí eu vou tentar, jogo a jogo, colocar os melhores jogadores naquele momento".

O treinador se mostrou satisfeito com o desempenho da equipe, neste início de temporada. Lamentou, porém, o empate com o Treze no último domingo (28).

“Estou gostando bastante do desempenho, foi nosso terceiro jogo. O resultado no domingo passado não foi o esperado. Infelizmente a grande maioria dos times que vem nos enfrentar aqui coloca 10 jogadores atrás da linha da bola. O próprio CRB, ano passado, fez isso. Toda equipe que tenta nos pressionar, temos sido felizes. Espero que tenham um pouco mais de coragem, venham de peito aberto”, completou.

O CSA volta a campo, no próximo domingo (7), quando enfrenta o Confiança pela segunda rodada da Copa do Nordeste. O jogo será disputado no estádio Barretão, às 20h.

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na Google Play Aplicativo na App Store
Aplicativo na App Store

Relacionadas

X