Imagem
Menu lateral
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Menu lateral Busca interna do GazetaWeb
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
X
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

Menos da metade dos gols do ASA em 2024 foi feita por atacantes

Clube convive com problema ofensivo na Série D do Brasileirão


				
					Menos da metade dos gols do ASA em 2024 foi feita por atacantes
Ataque do Gigante tem sido problema em 2024. Ailton Cruz

O ASA convive com algumas dificuldades neste momento da temporada. Mas o que mais tem incomodado o torcedor é a falta de assertividade da equipe nos momentos de ataque. Recorrente em 2024, os atacantes alvinegros vêm tendo pouco destaque neste ano.

E isso se justifica, inclusive, nos números. No Grupo A4 da Série D, o Alvinegro é dono do segundo pior ataque entre os oito times. São sete gols marcados em nove jogos, mesmo número da Juazeirense. O ASA só tem um ataque melhor em relação ao Petrolina, que marcou cinco gols.

Leia também

A média do Fantasma na Série D é de um gol a cada dois jogos e meio. Esse número é muito parecido com a estatística geral da temporada. Em 29 partidas disputadas este ano, o clube arapiraquense marcou apenas 30 gols. A mesma quantidade de gols sofridos.

Destrinchando os números, é possível notar que a maioria dos gols foi marcada por jogadores que não jogam em posições de ataque. Dos 30 tentos feitos pelo ASA em 2024, 14 foram marcados por atacantes (centroavantes ou pontas). Outros 16 foram guardados por jogadores de outras posições.


				
					Menos da metade dos gols do ASA em 2024 foi feita por atacantes
Jogadores de outras posições estão participando diretamente do ranking de artilheiros. Ailton Cruz

Os artilheiros do Alvinegro no ano possuem poucos gols também. A liderança do ranking é dividida entre Viçosa, Flávio Souza, João Cabral, Didira e Anderson Feijão. Cada um deles marcou três tentos.

Contudo, os problemas não param por aí. Uma das principais críticas do torcedor alvinegro é em relação aos atacantes.

Para a posição de centroavante não há alguém definitivo. Pelo menos quatro jogadores já passaram por essa posição e não se firmaram: Gilvan, Flávio Souza, João Cabral e Júnior Viçosa. Esse último, que está convivendo com alguns problemas físicos, não conseguiu implementar uma sequência de jogos.

Caxito, jogador que deixou o clube, há algumas semanas, ainda aparece no ranking de goleadores como vice-artilheiro, já que fez dois gols nesta temporada.


				
					Menos da metade dos gols do ASA em 2024 foi feita por atacantes
Equipe ainda busca solução para frente. Ailton Cruz

Distribuição de gols no ASA:

  • 46% dos gols - Viçosa (3), Flávio (3),João Cabral (3), Caxito (2), Gilvan (1), Keliton (1), Grafite (1);
  • 54% dos gols - Didira (3), Feijão (3), Bruno Menezes (2), Allef (2), Roni Lobo (2), Zé Wilson (1), Hitalo Rogério (1), Paulinho (1), Gabriel (1).

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na Google Play Aplicativo na App Store
Aplicativo na App Store

Relacionadas

X