Kung Fu: Maceió é palco de competição com atletas de vários estados

Kung Fu Figther Alagoas chega à quarta edição destinando valor arrecadado na bilheteria para projeto social que atende jovens em situação de risco

Maceió será a capital alagoana do kung fu neste final de semana, com lutadores de várias regiões do Nordeste reunidos para a quarta edição do Kung Fu Figther Alagoas.
A competição vai reunir mais de 150 lutadores neste sábado (22) e domingo (23), no ginásio do Sesc Poço, com combates que valem cinturão e premiação em dinheiro. 
Já o valor arrecadado com os ingressos será revertido para projeto social que atende jovens em situação de vulnerabilidade.
E o torneio já bateu recorde de equipes inscritas nesta quarta edição (14 no total), reunindo representantes de várias academias de Alagoas, Ceará, Pernambuco e Piauí . 
Promovido pela Associação Alagoana de Kung Fu Dakaru e pela Liga Alagoana de Kung Fu, o evento - que conta com o apoio da Liga Nacional de Kung Fu da Work Kung Fu League - tem como objetivo difundir as artes marciais chinesas no estado.
"São mais de 150 atletas inscritos. Isso mostra o crescimento e a consolidação do esporte, dentro e fora do estado. E a nossa maior alegria é poder contribuir também com o aumento das pessoas interessadas pelo esporte, já que esta é uma atividade que faz bem ao corpo e à mente", explica Bruno Rangoussis, um dos coordenadores do evento.
A competição terá início às 10h do próximo sábado, com a pesagem oficial dos atletas, reservada às equipes e academias. Já às 18h, o público vai  acompanhar a abertura oficial do certame, com os principais lutadores de Kung Fu do Nordeste se enfrentando em 14 combates de alto nível.
Já no domingo (23), as atividades do torneio começam às 8h, com disputas válidas pelo 2º Campeonato Alagoano de Kung Fu, nas modalidades formas e boxe chinês, seguidas da solenidade de encerramento da competição.
Segundo Christiano Gomes, também responsável pela organização, o evento é destinado a todas as faixas etárias. Ele afirma também que a expectativa é de que mais de duas mil pessoas acompanhem as disputas. "É um encontro para toda a família. As equipes montam suas torcidas e geram um clima de disputa sadia, competindo com respeito ao adversário. Este é o espírito do evento, que contagia a todos na arquibancada", afirma Gomes, acrescentando que toda a arrecadação será destinada ao projeto Jovem Atleta Kung Fu Dakaru, que leva esporte e cultura a mais de 120 crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social em Maceió. 
A pulseira de acesso aos dois dias de competição custa R$ 10 (mais um quilo de alimento não perecível). Outras informações sobre o evento podem ser obtidas por meio dos seguintes telefones: 98881-4372 e 98702-6122.