Herói nos pênaltis, Thiago Rodrigues dedica título às vítimas da Covid-19: "conforto ao coração daqueles que perderam seus familiares"

Goleiro azulino defendeu duas cobranças e foi essencial na conquista do 40º título alagoano

Após um empate sem gols no primeiro jogo da final entre CSA e CRB e outra igualdade na partida da volta, em 1 a 1, o Campeonato Alagoano neste sábado (22) foi decidido em cobranças de pênaltis. O goleiro azulino Thiago Rodrigues cresceu no meio da meta, defendeu duas cobranças e garantiu o 40º título estadual do Azulão.

Apesar do momento de comemoração, o arqueiro marujo, em entrevista à FAF TV, lembrou o sofrimento passado durante a pandemia do novo coronavírus e dedicou o título às vítimas da doença e seus entes queridos.

"Por estar passando esse momento aí, de não ter torcida no estádio, de pandemia, mortes, eu queria dedicar (às vítimas da Covid) para trazer acalento e conforto ao coração daquelas pessoas que perderam seus familiares num momento tão difícil", disse emocionado o goleiro.

Ao festejar o título com seus companheiros, Thiago também expressou a satisfação em provocar a felicidade dos torcedores azulinos.

"Nós termos o privilégio, o prazer, de colocar e marcar o sentimento no coração azulino, cara, isso aí não tem preço. Dinheiro passa, fama passa, mas você poder cravar um sentimento no coração de alguém, isso não tem preço", reconheceu o arqueiro.

Paredão

Thiago Rodrigues defendeu as cobranças dos regatianos Jean Patrick e Jorge Jiménez e marcou o seu nome na história do clube marujo. O goleiro afirmou que o grande feito foi fruto de muito trabalho, apoio da comissão técnica e um pouco de catimba.

"O pessoal que nos dá o suporte, a parte técnica que eles passam para nós também e depois vai um pouco do 'feeling'; aquela malandragem nossa de poder induzir os caras, deixar eles mais nervosos, tirar a concentração deles também", explicou.

Thiago Rodrigues passou por um teste de fogo, mas comemorou título alagoano com o CSA - Foto: Ailton Cruz

Desde que voltar a campo após a fratura de um osso do rosto, após uma dividida com o atacante Mendoza no jogo contra o Ceará pela Copa do Brasil, o goleiro entrou em campo nas últimas partidas usando um capacete especial. Neste sábado (22), o arqueiro utilizou uma máscara e teve o seu momento de superação com a conquista do Campeonato Alagoano.