Imagem
Menu lateral
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Menu lateral Busca interna do GazetaWeb
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > esportes > ALAGOANO

Hebling, do CSA, elogia treinos remotos: "é uma maneira de estarmos juntos"

Meio-campista do Azulão também disse que as atividades são importantes para a rotina cotidiana e comemorou a chance que recebeu do time alagoano

O CSA foi o primeiro clube alagoano a voltar das férias coletivas. Após a pausa forçada por conta da pandemia do novo coronavírus, o Azulão deu início aos treinos de maneira remota por uma plataforma tecnológica que vem agradando os jogadores da equipe maruja.

Gustavo Hebling, em entrevista para a TV Gazeta, foi um dos jogadores que aprovou o novo método de treinos e disse que é importante para voltar a manter uma rotina.

Leia também

"Pelo o que a gente está vivendo, é uma maneira de estarmos mais juntos, ter uma regra para acordar no horário certo e dormir um pouco mais cedo. O professor Caio [Gilli] está fazendo um trabalho muito legal para que a gente não perca tanto a condição física e estejamos preparado para o que vier".

Esses encontros diários são recheados de conhecimento, seja na parte técnica, onde o técnico da equipe, Eduardo Baptista, passa vídeos dos jogos dessa temporada; no quesito físico, com instruções do preparador Caio Gilli e supervisão do fisiologista Cleber Queiroga, ou com assistência da nutricionista Anna Raphaela.

O jogador afirmou que essas atividades estão ajudando muito e que é importante seguir as recomendações para não esquecer o método de trabalho de Baptista.

"A semana inteira a gente tem a agenda com lives. São dois ou três dias com o professor [Eduardo Baptista], outros dois com o Caio e também com a nutricionista. Ele [Eduardo] vem fazendo o que já fazia no CT: passa uns vídeos do que a gente tem que melhorar, do adversário", comentou Hebling.

Formado nas categorias de base do São Paulo, o meio-campista de 24 anos está de volta ao Brasil após um período no futebol europeu. Esta é a primeira vez que ele tem a oportunidade de jogar pela equipe profissional em um clube brasileiro.

"O que o CSA me proporcionou voltar para o Brasil e ter oportunidades que lá fora eu não tive. Eu estava tendo uma sequência, entrei em quatro dos últimos cinco jogos e fiz um gol. Infelizmente, isso [paralisação] aconteceu, mas estou motivado".

Hebling foi comprado pelo Paris Saint-Germain, mas não chegou a atuar pelo time e foi emprestado ao Zwolle, time holandês, e, posteriormente, ao Portimonense, de Portugal, onde jogou na última temporada.

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na Google Play Aplicativo na App Store
Aplicativo na App Store

Tags

Relacionadas