Equilíbrio marca os Clássicos das Multidões em 2021

Até o momento, foram cinco jogos entre CRB e CSA, com uma vitória para cada lado e três empates

É fim de semana de Clássico das Multidões em Alagoas. CRB e CSA entram em campo neste sábado (2), às 18h30, no Rei Pelé, pela 28ª rodada da Série B. Envolvidos na briga pelo acesso à Série A de 2022, este será o sexto encontro entre os rivais em 2021. E o equilíbrio marca o histórico recente em embates entre os alagoanos.

O primeiro Clássico ocorreu em março, pela 3ª rodada da fase de grupos da Copa do Nordeste e terminou empatado em 1 a 1, com gols de Norberto e Diego Ivo. Pelo Alagoano, maio foi o mês dos Clássicos. Foram três, com uma vitória do Azulão pela primeira fase e dois empates, em 0 a 0 na ida e 1 a 1 na volta da grande final. Nos pênaltis, o troféu ficou nas mãos do CSA.

O quinto encontro foi em julho, pela 9ª rodada da Série B. Pelo Nacional, o Galo levou a melhor, com vitória por 1 a 0 com gol de pênalti do argentino Diego Torres. Pela Segundona, a última vitória do CSA ocorreu em 1991. Desde então, foram cinco jogos pela competição nacional, com duas vitórias regatianas e três empates.

O Clássico deste fim de semana ganha contornos de decisão. Uma vitória é de extrema importância para qualquer um dos lados na briga pelo G-4. Faltando dez jogos para o fim do campeonato, nenhum time tem mais margem para erros se quiser chegar à Série A de 2022. Enquanto o CRB tem 64% de chances de subir, o Azulão alcançou 19% de chances, números calculados pelo site Infobola.