Imagem
Menu lateral
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Menu lateral Busca interna do GazetaWeb
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
X
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

Em noite infeliz fora de casa, CRB é derrotado para o Sampaio Corrêa: 3 a 0

Roney, Eloir e Diego Tavares anotaram os tentos da Bolívia Querida; jogo foi disputado na capital maranhense

Na noite deste sábado (05), o CRB foi derrotado para o Sampaio Corrêa por 3 a 0. A partida, válida pela 26ª rodada da Série B, foi disputada no estádio Castelão, situado em São Luís, capital maranhense. Roney, Eloir e Diego Tavares marcaram os gols da vitória maiúscula conquistada pela Bolívia Querida

Com este resultado, o Regatas se complicou na briga pelo G-4 e segue na 12ª colocação, com os mesmos 33 pontos. Já o Sampaio continua bem na luta pelos quatro primeiros lugares e fica com a terceira posição, somando 44 pontos depois do triunfo conquistado.

Leia também

Agora, o Galo se prepara para enfrentar uma pedreira em Maceió. No Rei Pelé, o time regatiano recebe o Cruzeiro na próxima terça (08), às 21h30. No mesmo dia, às 19h15, o esquadrão maranhense irá enfrentar o também mineiro América, na Arena Independência. As partidas serão válidas pela 27ª rodada da competição.

Primeiro tempo

O início da partida foi marcado pela pressão exercida pelos mandantes, forçando o erro da defesa regatiana. E foi assim que o Sampaio conseguiu finalizar pela primeira vez, aos 5 minutos. Diego Tavares aproveitou a saída ruim da equipe alvirrubra, avançou pelo meio e finalizou. O primeiro chute da partida saiu por cima da trave.

Os minutos foram se passando e a peleja seguiu no mesmo panorama. A Bolívia Querida continuou exercendo um grande volume de jogo no campo de ataque, enquanto o Regatas recuou. Com isso, os maranhenses chegaram perto do gol aos 18 minutos. Em cobrança de falta ensaiada, Marcinho fingiu a cobrança direta no gol e rolou para Marlon chutar contra a meta regatiana. Edson Mardden ficou tranquilo e defendeu.

Na faixa dos 20 minutos, a equipe da casa continuou em cima e o Galo não tinha conseguido arriscar contra as barras bolivianas. Assim, o Sampaio conseguiu marcar aos 22 minutos. Em uma bobeada de Gum ao repor a redonda em campo, Caio Dantas pressionou e a sobra ficou com Roney mandar uma bomba e balançar as redes no Castelão. Placar aberto em São Luís: Sampaio Corrêa 1x0 CRB.

Apesar de conseguir inaugurar a vantagem na partida, a Bolívia Querida seguiu em cima dos regatianos. Aos 35, o Sampaio conseguiu chegar com perigo mais uma vez. Em cruzamento do volante Eloir, o artilheiro da Série B Caio Dantas subiu e finalizou de cabeça, mas a bola saiu pertinho do gol defendido por Mardden.

Depois de tanto insistir, a Bolívia Querida chegou ao seu segundo tento no jogo aos 40 minutos. Eloir foi acionado na ponta direita em uma bonita enfiada de bola e chutou rasteiro. O goleiro Edson Mardden falha em um remate defensável e a redonda encontrou os barbantes. Marcador alterado no Castelão: Sampaio Corrêa 2x0 CRB.

Após mais um gol sofrido, o Galo partiu para cima na reta final, mas não conseguiu ser eficiente. O árbitro paulista adicionou mais dois minutos ao final dos 45 regulamentares e o primeiro tempo chegou ao fim com a vantagem dos mandantes.

Segundo tempo

O Galo iniciou a etapa complementar tentando pressionar para diminuir o prejuízo, mas acabou levando o terceiro aos 8 minutos. Em um grande contra-ataque, Marcinho inverteu para Diego Tavares, que, de primeira, balançou as redes regatianas pela terceira vez. Mais um gol da Bolívia Querida no Castelão: 3 a 0.

Com o placar ficando cada vez mais elástico, o Regatas continuou tentando ficar em cima da equipe mandante, mas não conseguiu finalizar. Por outro lado, o Sampaio conseguiu chegar em outro contra-golpe aos 16. Diego Tavares, autor do terceiro tento, chegou mais uma vez em velocidade e ficou cara a cara com Mardden. O arqueiro regatiano fechou bem o ângulo e o atacante não conseguiu concluir.

A partida ficou mais desesperadora para o Galo a cada minuto que se passava. Assim, o esquadrão alvirrubro seguiu no campo de ataque e conseguiu, finalmente, chegar perigosamente. Bill recebeu pela esquerda, cortou para o meio e mandou colocado. A bola passou perto do poste esquerdo do goleiro tricolor.

O Regatas seguiu tentando emendar chances e, aos 32, teve uma grande chance desperdiçada por Luidy. Em um passe de Diego Torres, o atacante recebeu limpo na pequena área, mas se atrapalhou e perdeu um gol feito. A Bolívia Querida respondeu aos 35, com Marcinho, que, após triangulação na entrada da área, chutou de primeira para a defesa do guarda-redes alvirrubro.

Na reta final, a partida seguiu o mesmo panorama, com o Galo em cima, mas o placar não sofreu mais alterações. Aos 45, o árbitro prolongou a partida em mais três minutos, que chegou ao seu fim aos 48, com uma derrota dura do time regatiano. Fim de jogo: Sampaio Corrêa 3x0 CRB.

Sampaio Corrêa- Gustavo; Luis Gustavo (Joazi), Joécio (Paulo Sérgio), Flávio Boaventura e Marlon; Ferreira (Eloir), Vinícius Kiss e Marcinho; Diego Tavares (Gustavo Ramos), Roney e Caio Dantas (Jackson). Técnico: Léo Condé.

CRB- Edson Mardden; Reginaldo (Lucas Mendes), Gum, Reginaldo Júnior e Igor Cariús (Luiz Paulo); Claudinei, Wesley e Diego Torres; Robinho (Luidy), Hyuri (Bill) e Ramon Tanque (Iago). Técnico: Ramon Menezes.

Árbitro- Salim Fende Chavez (SP).

Assistentes- Herman Brumel Vani (SP) e Daniel Luís Marques (SP).

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na Google Play Aplicativo na App Store
Aplicativo na App Store

Tags

Relacionadas

X